A inteligência artificial é um dos temas do momento em todo o mundo e o Brasil não é exceção. Saiba mais.


Empresas e equipes dos mais variados setores têm se digitalizado e passado a integrar a tecnologia inovadora da inteligência artificial (IA). Provavelmente, em seu cotidiano, você está usando essa tecnologia, seja em seu celular, em seu cassino online ou até em seu GPS.
A importância da IA e a sua presença em variados dispositivos que todos os dias são usados por indivíduos e corporações tem feito com que diversos países se mobilizem para o lançamento de legislação e estratégias específicas para esse tipo de tecnologia, afim de promover o seu bom uso e evitar os riscos que acarreta.
No Brasil, uma consulta pública foi colocada, na busca por contribuições sobre as soluções para essa questão.
Venha compreender melhor o papel da IA ao redor do globo, bem como alguns dos planos que estão sendo implementados e saiba o que esperar dessa tecnologia no Brasil.


IA: seus planos e estratégias internacionais

No que respeita à IA, a China se mantém pioneira. Esse governo já lançou há 3 anos um “Plano de Desenvolvimento da Inteligência Artificial da Próxima Geração” que visava a criação de uma cooperação para a construção desse tipo de tecnologia e sua aprendizagem.
A Comissão Europeia também lançou uma estratégia para a IA, querendo garantir a consolidação do mercado digitar nos seus estados-membros e regular esta forma de tecnologia, ampliando ainda o investimento na investigação sobre o tema. Esse processo encontra a dificuldade gerada pelo Regulamento Geral de Proteção de Dados (atualmente em vigor), já que os dados são a base de todo o processo de inteligência artificial.
Nos Estados Unidos da América se têm promovido 5 pilares no que respeita à questão, incluindo a promoção da pesquisa, a liberação de recurso, a remoção de fronteiras para a inovação, o empoderamento das pessoas formadas em IA e a promoção de um ambiente que permita a utilização dos conhecimentos e da inovação estrangeira em solo americano.

A IA no Brasil

O Brasil também tem intenção de potenciar o desenvolvimento da IA e o seu uso, acreditando que pode, por esta via, solucionar alguns dos problemas do país e promover o avanço científico e econômico.
No momento a Lei Geral de Proteção de Dados é a única lei nacional que se refere à IA, havendo a necessidade de pensar o tema e abrir espaço para o potencial dessa inovação tecnológica.
O lançamento de uma sondagem visa perceber melhor os pensamentos sobre o tema e perceber como incentivar o desenvolvimento e a pesquisa de IA no Brasil.
Esse ano foi mesmo marcado pela abertura do primeiro curso superior no tema, que existia apenas, anteriormente, em níveis de mestrado e doutorado.
As aplicações da tecnologia no mundo do trabalho, da segurança pública e da política são algumas das intenções que o governo brasileiro manifestou face à inteligência artificial.
Na ordem do dia, sobre a questão, está também a identificação de potenciais problemas e sua resolução.

Fonte: Assessoria.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem