Uma aposentada de Guajará-Mirim (RO) procurou uma agência da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) nesta quarta-feira (7) para entregar um pacote de sementes misteriosas (entregue pelos Correios).

 Em entrevista à Rede Amazônica, a aposentada Enna Monteiro Lobato sempre fez compras pela internet em sites nacionais, mas na última segunda-feira (5) ela recebeu um pacote diferente, supostamente enviado da China.

 Ao notar que o pacote tinha sido enviado do exterior, dona Enna não quis abrir o pacote porque viu uma reportagem sobre os vários casos de sementes misteriosas que estavam sendo entregues nos demais estados brasileiros.

 Nesta quarta-feira, Enna e o marido decidiram procurar a Idaron para fazer a entrega do pacote em Guajará-Mirim.

 A Agência confirmou o recebimento do embrulho, que tinha identificação como se tivesse sido enviado da China, e agora o material será repassado ao Ministério da Agricultura.


 Fungos, ácaro e possíveis plantas daninhas

Na terça-feira (6), o governo federal divulgou uma análise sobre as sementes misteriosas já entregues nos outros estados. Foram encontrados fungos, ácaro e até possíveis plantas daninhas nas sementes misteriosas enviadas a moradores.

O Ministério da Agricultura afirma que os pacotes "supostamente" foram enviados de 4 países da Ásia. Até o momento, foram recebidos 258 pacotes de sementes não solicitadas. Moradores de 24 estados e o Distrito Federal já tiveram relatos do problema.

  Ainda não há a identificação de quais são essas bactérias e fungos, pois os materiais seguem em análise no Laboratório Federal de Defesa Agropecuária, em Goiânia, referência no assunto.

 O Ministério da Agricultura reforça para que a população tenha cuidado e não abra encomendas recebidas pelo correio de pacotes de sementes não solicitadas, seja qual for o país de origem.

 Quem receber em casa sementes provenientes do exterior, deve entregar o material para uma das unidades do ministério em seu estado ou no órgão estadual de defesa agropecuária.


Fonte: G1


Unopar Guajará-Mirim

Para continuar a correr atrás do seu sonho, a Unopar ajuda você. Nossos alunos do EAD contam com transmissões via satélite com professores mestres ou doutores, para não perder nada.

Polo Guajará-Mirim:

Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues

(69) 3541-5375

(69) 99357-8293

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem