A Polícia Federal cumpriu 28 mandados de busca e apreensão em sete municípios de Rondônia na manhã desta quinta-feira (24), durante a Operação Crassa, deflagrada para desarticular uma organização criminosa dedicada à exploração e ao comércio ilegal de diamantes extraídos ilegalmente da Terra Indígena Roosevelt, no Estado.

  

Segundo a PF, foram cumpridos nove mandados em Espigão do Oeste, onze em Cacoal, um em Pimenta Bueno, um em Cerejeiras, um em Ji-Paraná, um em Guajará-Mirim e quatro em Porto Velho.

 

A 3ª Vara Criminal da Subseção Judiciária de Rondônia expediu 53 mandados de buscas para serem cumpridos em Rondônia, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Piauí, Roraima, São Paulo e o Distrito Federal. Dentre os crimes investigados estão organização criminosa, usurpação de bens da União e lavagem de dinheiro.

 

De acordo a PF, o esquema criminoso movimenta cerca de US$ 20 milhões mensalmente, englobando todas as extrações ilegais. Os diamantes da reserva estão entre os que são considerados os mais valiosos do mundo.

 

Investigação

 O trabalho investigativo teve início em 2018, com a prisão em flagrante de três pessoas em posse de diversas pedras de diamante, que haviam se deslocado de São Paulo a Rondônia para adquiri-las.

 

Eles confessaram que os diamantes tinham sido retirados da Reserva Roosevelt. Durante as investigações houve êxito na identificação do esquema criminoso que conta com a participação de garimpeiros, lideranças indígenas, financiadores do garimpo, avaliadores, comerciantes e intermediadores que estabelecem a conexão entre os fornecedores e o mercado consumidor nacional e internacional.

 

O termo “Crassa” remete ao estado bruto dos diamantes, tendo sido identificado no início das investigações a referência “Bruto” ao lado dos contatos relacionados a garimpeiros e intermediários do comércio ilegal do mineral na agenda dos indivíduos presos em flagrante.

Fonte: Rondoniagora


Creme de café para tomar com leite ou água quente, potes de 500 ml. Café cremosoCafé cremoso fitCappuccino e tradicional. Tome no conforto de sua casa. Encomendas pelos telefones: 9 8429-5200 e 98494-1558 com Tácia ou Carlinhos.  Instagram: @deliciasgourmetdatacia




Unopar Guajará-Mirim

Para continuar a correr atrás do seu sonho, a Unopar ajuda você. Nossos alunos do EAD contam com transmissões via satélite com professores mestres ou doutores, para não perder nada.

Polo Guajará-Mirim:

Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues

(69) 3541-5375

(69) 99357-8293


 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem