Por Fábio Marques

O povo já está cansado de durante todas as campanhas municipais, escutar propostas vazias, sem nenhuma mensagem de impacto, além de serem, maioria das vezes, mal educadas, prolixas e repetitivas. Que tipo de exemplo recebem nossos filhos a respeito de política quando escutam todo tipo de demagogia dos candidatos?
Em geral estas propostas não passam de discursos vazios onde se repete o óbvio, sem nenhum compromisso com a verdade. Por isso é que ninguém mais aguenta escutar discursos de alguns candidatos que se repetem em todas as campanhas: “Prometo cuidar da saúde, da educação, do bem estar social e dar um melhor futuro para nossas crianças...” Quem agüenta isso? Quem é que quer escutar o óbvio todos os dias durante o horário político gratuito sabendo que os discursos são os mesmos e que mudança nenhuma irá ocorrer?
E se a gente mudasse de forma radical a forma de apresentar as propostas dos candidatos ou fizesse um acordo com eles com registro em cartório sob pena de perda de mandato caso não se cumprissem as promessas de campanha? Teríamos uma campanha séria, sem ataques pessoais, ofensas, calúnias, jogadas rasteiras e denúncias vazias.
Seria uma campanha de propostas e com debates para levar à população as ideias e projetos dos candidatos para o povo escolher a melhor. O candidato deverá dizer como vai implementar seu programa de trabalho e as promessas deverão ser todas cumpridas sob pena de perda de mandato.
Por fim, mas não por último: o candidato terá que firmar compromisso de só nomear secretários por mérito ou por critérios técnicos e não por compadrio ou troca de favores. Outra coisa: o emprego de parentes e esposas na coisa pública seria punido com os rigores da Lei.
Caso fosse adotada esta medida, a gente poderia concluir que as eleições teriam novas propostas atreladas à condutas e técnicas modernas de administração que iriam contemplar o respeito ao orçamento e ao dinheiro público. Por outro lado, é claro que iriam reclamar alguns conjuntos da nossa decadente elite que representam o passado de uma política inoperante e que querem porque querem continuar mantendo o “status quo” através dos desmandos, conchavos e negócios com a coisa pública.
Deste confronto de ideias poderia nascer ou não uma nova Guajará-Mirim, potente de forma econômica e importante de forma politica. Ou então a lerdeza de uma cidade em seu estado de letargia e que ano após ano vai perdendo sua importância no cenário regional.
##########
Que se atente o público eleitor: existem algumas nominatas que se formaram nos últimos dias em que as pessoas estão mais focadas em resolver problemas pessoais do que em trabalhar em prol do bem-estar social. Pessoas e políticos estão se juntando apenas por questão de vaidade ou pelo simples prazer de derrubar outras pessoas sem pensarem em qualquer instante nas coisas boas que poderiam trazer para Guajará-Mirim através de seus acordos. Isto é péssimo para toda a cidade.
##########
Por hoje é só amigos leitores. Um ótimo final de semana!

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Mamoré não tem responsabilidade legal pela "opinião", que é exclusiva do autor.

Creme de café para tomar com leite ou água quente, potes de 500 ml. Café cremosoCafé cremoso fitCappuccino e tradicional. Tome no conforto de sua casa. Encomendas pelos telefones: 9 8429-5200 e 98494-1558 com Tácia ou Carlinhos.  Instagram: @deliciasgourmetdatacia




Unopar Guajará-Mirim

Para continuar a correr atrás do seu sonho, a Unopar ajuda você. Nossos alunos do EAD contam com transmissões via satélite com professores mestres ou doutores, para não perder nada.

Polo Guajará-Mirim:

Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues

(69) 3541-5375

(69) 99357-8293


 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem