Temos consciência de que não vamos mudar muita coisa, talvez não mude nada, mesmo assim, preferimos acreditar e agarrar nas palavras do grande HISTORIADOR Eric Hobsbawm: "no mundo atual ainda existe seres humanos que acreditam nos ideais de liberdade, igualdade e fraternidade", acreditando que o mundo pode ser um lugar melhor para se viver, não temos mais as ilusões juvenis de outrora, os anos de vida e de profissão nos ensinam a aceitar e diluir muita coisa, a conhecer melhor o ser humano, a observar a política educacional com ceticismo e pragmatismo, todavia acreditando que podemos ser melhor do que somos.

Hoje, 19 de agosto, é o dia do HISTORIADOR, nosso dia, de nossos amigos e companheiros HISTORIADORES! Não é uma data impactante do ponto de vista capitalista e de reconhecimento social. Exercemos uma profissão que não tem reconhecimento econômico e muito menos prestígio social. Alguns a encaram com desprezo e como se fosse desnecessária, chegando a perguntar para que serve o ensino de HISTÓRIA? Não é fácil responder essa pergunta, é preciso respeitar a dialética, a visão de mundo e o posicionamento ideológico de cada indivíduo, os objetivos para sua vida e de uma sociedade. Trabalhamos com educação básica, procuramos relacionar os fatos do passado e suas influências no presente, retratar que o ensino de HISTÓRIA está intrinsecamente ligado a vida do homem que busca ao longo dos séculos conhecer os erros do passado para não cometê-los no presente, projetando um futuro mais promissor na busca pela felicidade e liberdade!

Certa vez disse um HISTORIADOR português que a HISTÓRIA liberta! É assim que nos sentimos quando lecionamos, é uma aventura, como se espírito e alma libertassem para a vida!

Em relação à educação temos no ensino de HISTÓRIA a oportunidade de dar um rumo diferente a nossa própria HISTÓRIA. Uma nação que busca o desenvolvimento e a liberdade precisa conhecer seu passado, sua HISTÓRIA, sua origem, sua cultura, sua identidade e os acontecimentos que a transformaram. Acreditamos que esse seja o grande objetivo do PROFESSOR DE HISTÓRIA, dar luz aos fatos, interpretá-los e buscar verdades independentemente de posições ideológicas.

E então, após mais de três décadas conseguimos a regulamentação em lei de nossa profissão. Projeto que passou por várias batalhas travadas pela ANPUH (ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE HISTÓRIA) e que nesta terça-feira (18), a Lei 14.038, de 2020, que regulamenta a profissão de historiador foi publicada no diário oficial da união, derrubando o veto presidencial o congresso aprovou e regulamentou a profissão de historiador em nosso país.

Parabéns, felicidade e sucesso para todos os companheiros HISTORIADORES que lutam no dia-a-dia por uma educação decente e um País melhor para todos nós.


Professores: Alex Duarte e Patrícia Marchi.


v

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem