Ao todo, 3.831 alunos indígenas da rede estadual de ensino receberam kits de alimentação escolar para amenizar os impactos causados pela pandemia da Covid-19 nas aldeias de Rondônia.  A ação é uma iniciativa do governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), para dar suporte às famílias dos alunos em vulnerabilidade social. 

Os alunos indígenas recebem as cestas com itens que fazem parte do cardápio escolar. Cada kit é composto por arroz, feijão, farinha, macarrão, extrato de tomate, milho verde, biscoito , chocolate em pó e óleo .

De acordo com a gerente de Programas da Seduc, Jaqueline da Silva Almeida, o Estado segue as orientações da Organização das Nações Unidas (ONU) para a alimentação escolar. “ O governo buscou meios de implementar medidas em favor da população escolar, cujas famílias têm mais dificuldades em acessar alimentos, para fornecer o apoio nutricional que os programas de alimentação nas escolas fornecem, contribuindo para o crescimento, o desenvolvimento biopsicossocial e a segurança alimentar dos estudantes neste período que muitas famílias precisam de um olhar diferenciado”.

A gerente explicou que foi necessário montar uma estratégia de logística para realização das entregas no início de julho. “Considerando a restrição da entrada nas aldeias, foi necessário que montássemos e entregássemos os kits em uma única etapa, com recurso próprio do Estado. A próxima será realizada entre o decorrer dos meses de agosto e setembro, com recurso do governo federal, o qual está sendo creditado nas contas dos Conselhos Escolares”.

Até o mês de suspensão das aulas, os conselhos escolares têm em suas contas o repasse referente a quatro parcelas do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Os kits serão montados conforme os valores per capita referentes à modalidade de ensino indígena, conforme especificados no Art. 47 da resolução CD/FNDE/MEC nº 6/2020.



A equipe da Seduc repassa os kits para as Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) que realizam a entrega nas localidades onde tem escola indígena. Estão sendo beneficiadas 102 unidades escolares nas regionais de Alta Floresta, Cacoal, Costa Marques, Espigão do Oeste, Extrema, Guajará-Mirim, Jaru, Ji-Paraná, Ouro Preto, Pimenta Bueno, Porto Velho, São Francisco do Guaporé e Vilhena. 
Alimentos foram sanitizados antes de serem entregue para as famílias
As CREs de Ji-Paraná, Guajará-Mirim e Porto Velho estão finalizando as entregas. A Seduc conta com a parceria da Fundação Nacional do Índio (Funai) e a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) de cada jurisdição.

Fonte: Secom/RO



Creme de café para tomar com leite ou água quente, potes de 500 ml.
Café cremosoCafé cremoso fitCappuccino e tradicional.
Tome no conforto de sua casa. Encomendas pelos telefones: 9 8429-5200 e 9 8494-1558 com Tácia ou Carlinhos.  Instagram: @deliciasgourmetdatacia
  



Unopar Guajará-Mirim


Para continuar a correr atrás do seu sonho, a Unopar ajuda você. Nossos alunos do EAD contam com transmissões via satélite com professores mestres ou doutores, para não perder nada.


Polo Guajará-Mirim:
Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues
(69) 3541-5375
(69) 99357-8293

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem