A estudante Priscila Monteiro de Souza, do Curso Técnico em Biotecnologia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Guajará-Mirim, concluiu sua participação no 1º UNODC e-MUN (1ª Simulação Virtual do Brasil). Priscila foi delegada dos Estados Unidos Mexicanos, na ação promovida pela Educação para a Justiça (E4J) e Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), nos dias 1 e 2 deste início de mês.
 Simulando o tema “Tráfico de pessoas e contrabando de migrantes”, que foi a proposta desta primeira edição do evento, Priscila explica que “a temática pontua totalmente a visão política e signatária de países, e os debates são on-line”. Na Simulação, entre delegados do Brasil e de outras partes do mundo, ela tinha como parceira a delegada da Bolívia. “Não é a primeira vez que simulamos juntas, pois já estivemos simulando no evento da SiNUS 2019 em Brasília”, conta.

No ano passado, ao lado de outros estudantes do Campus Guajará-Mirim, Priscila participou em Brasília da Simulação das Nações Unidas para Alunos Secundaristas (SiNUS), contando com o apoio do Projeto SiNUS 2019, idealizado pela sua professora e conselheira Maria Teresa Sousa no IFRO Guajará-Mirim.

Sobre a nova oportunidade de participação, a estudante conta que foi uma experiência incrível em sua vida. “A felicidade de estar presente e ser a única aluna do estado de Rondônia a participar desse histórico evento é um orgulho imensurável”. Apesar das dificuldades da simulação virtual, uma vez que era necessário aguardar delegados retornarem ao ambiente on-line quando ocorriam problemas de conexão, ela avalia ter alcançado muitos novos aprendizados. 

“Para finalizamos a simulação os delegados precisam redigir um relatório final, onde constam as soluções encontradas, pois a simulação tem o objetivo de encontrar soluções para resolver a questão do tráfico de pessoas e contrabando de imigrantes, e que é devidamente organizado e entregue à diretoria do evento”, explicou a estudante, que ainda agradeceu a todos que colaboraram com sua participação.

Conforme a Diretora-Geral do Campus Guajará-Mirim, Elaine Carvalho, todos ficam muito contentes quando os estudantes buscam esses desafios. “Vemos que mesmo neste momento muito complicado os alunos continuam se esforçando e antenados, participando de algumas atividades. Está aí o exemplo da Priscila, que participou da simulação mesmo on-line. Foi uma iniciativa dela se inscrever”. Ainda segundo Elaine, “nós temos muitos outros alunos, que mesmo estando neste momento de pandemia, cada um em suas casas, estão participando de projetos, o das máscaras, o do álcool em gel, e outros projetos que estão caminhando mesmo neste momento complicado”.

No evento do escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), puderam se inscrever alunos do Ensino Médio e Ensino Superior de países de língua portuguesa (Brasil, Portugal, Cabo Verde, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe). Na 1ª Simulação virtual conduzida em português, levou-se em consideração o cenário atual de pandemia global de COVID-19, em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o distanciamento social. Dentro de cooperações importantes como a MUNs (Modelos das Nações Unidas), em todo o mundo os participantes são convidados a debaterem e compreenderem temas como o tráfico de pessoas e outros assuntos.
Fonte: Assessoria





Unopar Guajará-Mirim
Para continuar a correr atrás do seu sonho, a Unopar ajuda você. Nossos alunos do EAD contam com transmissões via satélite com professores mestres ou doutores, para não perder nada.
Polo Guajará-Mirim:
Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues
(69) 3541-5375

(69) 99357-8293


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem