Por Fábio Marques
Após quarenta mortes a se debitar no caderno de pouco caso do Poder Executivo, faz-se mais que preciso dedurar que houve descuido por parte do prefeito e desdém por parte do secretário de Saúde quanto ao problema do corona-vírus. O prefeito se descuidou sob todos os aspectos possíveis. E o secretário embarcou na verborreia de seu Deus-ídolo Messias Bolsonaro ao propagar que tal moléstia não passava de uma “gripinha”. Hoje sabemos o preço que estamos pagando por conta destes desdéns e descuidos com a situação, tanto do senhor prefeito como do senhor secretário de Saúde.
##########
De visita protocolar, na sexta-feira estive na prefeitura. Diz um velho ditado que o costume de casa vai às ruas. O pátio do Palácio Pérola, que deveria se apresentar como um cartão de visitas para aqueles que procuram aquele órgão no intuito de resolver seus problemas, está uma imundície só. Ali se ajuntam cadeiras velhas e rasgadas, baganas de cigarros, embalagens de marmitex, copos descartáveis, garrafas pet, sacos plásticos, bagaços de frutas cítricas, fileiras de tijolos, tábuas jogadas, imensas casas de formigas, ervas daninhas subindo pelas paredes e até latas de cerveja vazias. Enfim, muito lixo e sujeira ao redor.
##########
Cumprindo com o ofício de fiscalizar a coisa pública, o presidente da Câmara Municipal, advogado Sérgio Bouez, se reuniu na sexta-feira com funcionários do Posto de Saúde Carlos Chagas que reclamam da falta de condições de trabalho naquele complexo de apoio médico. O presidente do Legislativo pôde constatar a falta de água para consumo, material para limpeza dos setores de atenção clínica do edifício, medicação, insumos e equipagem de proteção. Na ocasião, Sérgio Bouez apresentou ofício de sua autoria com proposta de gratificação especial para os funcionários que estão atuando na linha de frente no combate e controle do corona-vírus.
##########
Ao contrário do que repetem alguns papagaios nos programas matinais de notícias buscando denegrir a imagem da Câmara Municipal, talvez o presidente da Casa de Leis seja o único político de Guajará-Mirim que se empenha de verdade no seu âmbito de atuação. Sua decência no uso correto do ofício público está se fazendo na prática política do dia-a-dia. No caso corona-vírus, se preocupa com a correta aplicação do dinheiro público na compra de insumos, medicação, material de uso médico e equipagem. Também media conflitos, fiscaliza, discute e interage com pessoas de todos os estratos sociais e com agentes públicos da trincheira atuante na forma direta de combate à moléstia. Com sua força de atuação, consegue exercer sobre os que o rodeiam uma influência positiva. Sabe o que pensa e o que diz. Sabe conceber um projeto e coloca-lo em prática com firmeza e lucidez. E se arrisca todos os dias a contrair a doença nestas reuniões, encontros e “aproachs”.
##########
A outra verdade é que enquanto o presidente da Câmara trabalha de forma diária na base do corpo-a-corpo e encara de frente o problema, o deputado Neidson Soares está passando batido. Parece navegar em altas calmarias e distante à anos-luz do grosope.


* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Mamoré não tem responsabilidade legal pela "opinião", que é exclusiva do autor.

Creme de café para tomar com leite ou água quente, potes de 500 ml.

Café cremosoCafé cremoso fitCappuccino e tradicional.
Tome no conforto de sua casa. Encomendas pelos telefones: 9 8429-5200 e 9 8494-1558 com Tácia ou Carlinhos.
  

 Unopar Guajará-Mirim


Para continuar a correr atrás do seu sonho, a Unopar ajuda você. Nossos alunos do EAD contam com transmissões via satélite com professores mestres ou doutores, para não perder nada.


Polo Guajará-Mirim:
Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues
(69) 3541-5375
(69) 99357-8293

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem