Após um período monitorando a atitude de um homem de nacionalidade boliviana, que usava a residência de familiares para esconder drogas, após o trabalho conjunto de policiais envolvidos da Operação Hórus e policiais Núcleo Integrado de Inteligência de Fronteira (N.I.I.F), da Unidade especializada de Fronteira (Unesfron), foi possível prender o homem de posse de drogas e dinheiro.
Em uma residência situada a Avenida Bandeirantes, bairro Liberdade, município de Guajará-Mirim/RO, a equipe de policiais que compõem a Operação obtiveram informações sobre o paradeiro de homem de nacionalidade boliviana que vinha ao município e permanecia naquela casa. A informação repassada apontava o mesmo como o responsável pela distribuição de drogas no município a diversos pontos de comercialização de drogas. O local passou a ser monitorado, quando durante a manhã desta quarta-feira, 06, um carro modelo Celta, de cor preta, saiu da casa, sendo acompanhado pelos policiais. O carro foi abordado na Avenida Princesa Isabel, no bairro Próspero, Elinar D. S., de 38 anos, conduzia o carro e tendo como passageiro sua sobrinha de 27 anos. Na revista ao carro, debaixo do banco da passageira havia uma sacola e uma caixa com descrição em espanhol “Cosita”. O motorista disse aos policiais que a caixa com medicamentos seria entregue a um endereço, apresentando a mensagem em seu aparelho celular aos policiais, ao abrirem a caixa encontraram um invólucro envolto em fita crepe contendo aproximadamente 168 gramas de cocaína.
A sobrinha disse que estava surpresa com a descoberta do conteúdo da caixa, delatou que o tio chegou por volta de 08h desta quarta-feira carregando uma mochila de cor preta e com acesso livre na sua casa, retirou uma caixa de sapato e guardou em cima de um guarda roupa e seguiu para um quarto de hóspede na casa, onde permaneceu por um tempo e posteriormente saiu da casa retornando por volta de meio dia. A mulher ainda contou que pediu para o tio a levar até um açougue, no trajeto foram abordados pelos agentes.

Os agentes seguiram até a casa da sobrinha do suspeito, a mochila estava fazia, no cômodo havia um colchão e lá havia um saco acondicionando dois invólucros plásticos envoltos em fita crepe contendo aproximadamente 820 gramas de cocaína, além de 03 comprimidos do remédio Cytotec, usado como abortivo. A caixa guardada pelo tio foi localizada e havia 30 mil reais em espécie, para os policiais o homem entrou em contradição ao informar a procedência do dinheiro e da cocaína. Ainda disse que o carro havia adquirido com um morador de Porto Velho, mas ainda estava pagando.

Além dos 30 mil foi também apreendido R$ 990,00, além de B$ 30 (moeda boliviana) e 1 dólar, 500 gramas em sacos diversos de bórico (substância utilizada na manufatura do entorpecente), cerca de 1 kg de drogas e os 03 comprimidos foram apreendidos e entregues na Delegacia de Polícia juntamente com o preso, que foi autuado em flagrante e entregue no presídio masculino à disposição da Justiça. A sobrinha do acusado foi interrogada e posteriormente liberada.
 Fonte: O MAMORÉ



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem