Por Fábio Marques
Começou a aparecer casos de pessoas infectas com a doença Corona-Vírus em Guajará-Mirim. Se antes o sistema de saúde da cidade já estava um caos, agora a tendência é se transformar num Deus-nos-acuda que poderá resultar numa tragédia de proporções nunca antes vista na história municipal. O Hospital Regional não tem condições mínimas para atender a demanda de casos com os sintomas causados pela moléstia e o sistema de atenção médica de Porto Velho já colapsou. E agora? Quem poderá nos ajudar?
##########
Em nome de todos os cidadãos, gostaria de fazer aqui um apelo ao prefeito: por favor, faça urgente uma intervenção na cidade a fim de salvá-la do Apocalipse iminente. Mas faça isso correndo. Comunique ao Governo do Estado, ao Governo Federal, às Nações Unidas, a Deus e ao Diabo. Declare Estado de Alerta. Monte um quartel-general na Secretaria de Saúde. Convoque a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros, o Batalhão do Exército, a Polícia Federal, os agentes de Saúde, eteceteras e eteceteras para fazerem uma cruzada contra esta pandemia que já se alastra pela cidade deixando um rastro de tristeza e dor para famílias e amigos das vítimas.
##########
Nota 10 para o presidente da Câmara Municipal, Sérgio Bouez, que em sua página do Facebook está fazendo uma campanha educativa com o objetivo de ampliar os conselhos da OMS, pedindo que as pessoas evitem aglomerações, transitem nas vias públicas sem precisão e que procurem ficar em casa.
##########
Com receio de demissão sumária, a secretária nacional de Cultura, Regina Duarte, preferiu não soltar nenhuma nota a respeito da morte de Aldir Blanc, um dos maiores ícones da MPB ocorrida na segunda-feira. Autor de clássicos como o Bêbado e a Equilibrista, De frente pro Crime, Bijuterias, Dois pra Lá Dois pra Cá, dentre outros que fizeram sucessos quase sempre na voz do artista João Bosco, Aldir Blanc também escreveu crônicas contrárias ao regime militar para o antigo jornal de esquerda O Pasquim nos anos 70. Sacaram?
##########
A pandemia Corona-Vírus parece se coincidir com as atitudes tresloucadas de um insano na condução dos negócios no País. Faltando com o devido respeito tanto ao próximo como a si mesmo, o presidente agora comete abuso de poder e ordena que um jornalista cale a boca.
##########
De acordo com Dicionário Forense Aquaviva, a punição prevista é de até 12 meses de cadeia para quem no ofício dos limites que lhe transcende, ordena medida que atente de forma aberta contra as liberdades cidadãs.
##########
Ao confrontar-se com problemas os quais a imprensa lhe instiga, o psiquê do presidente entra em colapso. Depósito de frustrações, seu inconsciente está levando à total falta de controle seu consciente. Nestes confrontos, quase sempre o presidente costuma ingerir de seu próprio veneno na espera de que o outro acabe morrendo.
##########
Estes distúrbios de caráter demonstram apenas que Messias Bolsonaro não possui aptidão para o cargo que exerce e se esconde atrás de sua posição para cometer atos medievais contra aqueles que em sua cabeça, contrariam seus instintos bestiais.
* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Mamoré não tem responsabilidade legal pela "opinião", que é exclusiva do autor.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem