Com retomada de 20% a 30% do movimento em relação ao período antes do coronavírus, as lojas do comércio de Guajará-Mirim que reabriram desde a última segunda-feira, 27, ainda detectam poucas vendas e receio do consumidor em ir até os comércios. Mesmo assim a os comerciantes avaliam que o retorno do varejo foi importante para reduzir as perdas do setor que já registrou volume expressivo de demissões e fechamento de lojas.
A reportagem presenciou o número de veículos nos comércios, porém a maioria dos proprietários
Para um empresário do ramo de eletrodomésticos avalia que a reabertura do comércio foi muito importante para reduzir os prejuízos do setor empresarial e o movimento neste início do mês de maio deve superar as expectativas. Ainda relata o empreendedor que é importante tomar todos os cuidados tanto com os funcionários como para com os clientes. Salienta também que com o Porto Oficial fechado, sem clientes de cidades bolivianos a vendas continuarão baixas até a possível reabertura prevista para o mês de julho. 

O decreto de nº 12.743 do Gabinete do Prefeito (veja matéria: https://www.omamore.com.br/2020/04/decreto-autoriza-abertura-do-comercio.html), autorizou o funcionamento da maioria dos setores comerciais, com exceções aqueles com aglomeração e uso pessoal de materiais. Com o retorno das atividades.  São segmentos que ainda estão fechados e outros se adaptando.
O fluxo de pessoas é pouco no comércio
Com relação ao Dia das Mães, tradicionalmente considerada a segunda data de maior importância para o varejo, a expectativa é positiva para comerciantes que acreditam que os consumidores farão um esforço ainda maior para presentear suas mães, esposas, avós e outras mulheres especiais que cumpram a figura materna.

Rosa Justiniano de Barbosa e a filha Maria Vitória Velasco, proprietárias do Recanto Cigano, área de lazer, mesmo sem estar com o empreendimento em funcionamento, elas torcem para que o novo coronavírus não atinja os munícipes e a vida possa voltar ao normal. Com segurança e solidariedade, antes de tudo, elas aguardam o retorno de suas atividades.

Até a manhã desta quarta-feira, 29, o município de Guajará-Mirim teve o registro de 10 casos suspeitos e após exames, descartados, da Covid-19, e aguardando o resultados de outros quatro testes. 
Fonte: O MAMORÉ





Entre em contato com Luís Paulo, coordenador no Estado de Rondônia (69) 9 9956-1515 e obtenha mais informações.

Unopar Guajará-Mirim
Para continuar a correr atrás do seu sonho, a Unopar ajuda você. Nossos alunos do EAD contam com transmissões via satélite com professores mestres ou doutores, para não perder nada.
Polo Guajará-Mirim:
Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues
(69) 3541-5375
(69) 99357-8293



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem