Drogas e dinheiro apreendido na mesma residência que já foi alvo de ação policial 

Pela quarta vez a residência localizada no bairro Triângulo é novamente alvo de ação policial. A equipe de agentes composta por policiais civis do Serviço de Investigação, Vigilância e Captura (Sevic), prendeu um casal de posse de papelotes de drogas, além de quantidade maiores de cocaína oxidada e merla.

Ao realizarem diligências nesta quinta-feira, 02, os agentes do Sevic seguiram em direção à Avenida
Dentro da lata havia substância entorpecente
Costa Marques, em frente ao numeral 1225, quando deparam com Arlin Vargas Gallardo, de 35 anos, e seu amásio, Cristian Suarez Vivancos, de 23 anos, comercializando substância entorpecente para dois viciados, sendo um de 50 anos e o outro de 54 anos. Momento que também notaram a presença de José Maicon Querino Veiga, de 37 anos, repassando algo volumoso aparentando ser um invólucro com diversos papelotes dentro. Enquanto uma equipe de policiais abordava os usuários de drogas, foram informados que José Maicon havia alertado o casal da presença de policiais civis nas imediações. Uma outra equipe abordava e interrogava Maicon, este por sua vez se manteve em silêncio, mas o dinheiro repassado por Arlin foi apreendida a quantia de R$ 955,00, e em desfavor do mesmo havia um mandado de prisão, sendo cumprido.

Arlin permitiu a entrada dos policiais a casa, nada ilícito fora encontrado, porém no quintal da residência foi encontrada uma lata contendo 01 invólucro acondicionados 23 papelotes de cocaína, com o mesmo material usada nas porções de posse dos usuários. Na lata ainda haviam outras 04 porções de cocaína já preparada, merla e cocaína oxidada. Uma testemunha afirmou que José Maicon é o dono das drogas e Arlin apena revende, inclusive o dinheiro apreendido com o mesmo foi repassado pela mulher resultado de vendas de porções entregues anteriormente, o outro motivo da sua ‘visita’ foi para deixar mais porções para serem comercializadas, chegando a alertar a mulher sobre a presença de policiais na área, sendo Cristian o responsável em esconder no quintal as drogas apreendidas. A quantia de R$ 162,00 em espécie, R$ 8,45 em moedas e B$ 91 (em peso boliviano).

De acordo com informações policiais, havia também um mandado de busca e apreensão a residência de Arlin, em consequência de uma outra ocorrência apontando o local como comercialização de drogas.
A mesma residência foi alvo de ações policiais, um dos presos foi o irmão de Arlin, Jerry Vargas Gallardo, e ela estaria dando seguimento ao mesmo trabalho do irmão (veja matéria: https://www.omamore.com.br/2019/09/policia-de-guajara-mirim-desarticula.html?m=1). O trio foi preso e conduzido a Delegacia de Polícia Civil, onde foram autuados em flagrante por tráfico de drogas.
 Fonte: O MAMORÉ


   Entre em contato com Luís Paulo, coordenador no Estado de Rondônia (69) 9 9956-1515 e obtenha mais informações.


Unopar Guajará-Mirim
Para continuar a correr atrás do seu sonho, a Unopar ajuda você. Nossos alunos do EAD contam com transmissões via satélite com professores mestres ou doutores, para não perder nada.
  Polo Guajará-Mirim:
Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues
(69) 3541-5375
(69) 99357-8293




Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem