A diretoria do Guajará Esporte Clube vai iniciar a partir da próxima semana o processo de liberação dos atletas que integraram o elenco ao longo da disputa do Campeonato Rondoniense 2020. A decisão foi tomada pela diretoria do Glorioso após a confirmação na última terça-feira da FFER (Federação de Futebol do Estado de Rondônia) em paralisar a disputa do Campeonato Rondoniense 2020 em virtude do avanço do novo Coronavírus (Covid-19).
De acordo com a resolução assinada na última terça-feira pelo presidente da FFER, Heitor Costa, a entidade segue as recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde), Ministério da Saúde e da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) que defendem a suspensão de eventos de quaisquer natureza com previsão de aglomeração de público, como forma de prevenção da transmissão do novo Coronavírus (Covid-19).

Com a decisão da FFER em paralisar o Estadual, o Guajará suspendeu os treinamentos e iniciou a liberação de dois jogadores, dentre eles: Wellington e Pará, porém outros deverão retornar aos seus lares a partir desta semana. "Não liberou os outros (jogadores) ainda por conta de recurso para poder emitir as passagens para o retorno de cada atleta. Ainda não foi ninguém do elenco, está todo mundo por aqui em Guajará-Mirim. Existe uma conversa de iniciar a liberação a partir de amanhã (segunda-feira) do restante dos atletas para que eles possam retornar as suas casas", frisou o técnico do GEC, Tinho Damasceno.

De acordo com o treinador do Guajará, os clubes participantes do Estadual não devem chegar a um acordo sobre o desfecho da competição estadual. "Acho que devem paralisar o campeonato, cancelar de uma vez por todas e deixar a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) decidir porque se for decidir na Federação (de Futebol do Estado de Rondônia) vai ter briga pois cada clube vai querer defender o seu. Se for para ter briga, cada um dentro dos seus números também gastou, ou seja, todo mundo gastou. O mais justo seria ratear a cota de participação da Copa do Brasil do ano que vem entre os 11 participantes do Estadual deste ano e fazer um sorteio para se definir o campeão, que ficaria com a vaga na Copa do Brasil e Série D do Campeonato Brasileiro, e o vice-campeão, através de sorteio, ficaria com a outra vaga na Série D", pontuou Tinho Damasceno.

De acordo com o técnico do Guajará, Tinho Damasceno, alguns clubes chegaram a manifestar sugestões para o encerramento da competição estadual. Uma delas é de realizar as semifinais com os portões fechados com os dois primeiros colocados de cada chave, utilizando a classificação ao final da sétima rodada da primeira fase do Campeonato Rondoniense 2020, no momento em que a competição foi paralisada. Na chave A, Porto Velho (líder com 14 pontos) e Real Ariquemes (vice-líder com 13 pontos) ocupam as duas primeiras posições, porém a proximidade dos clubes na chave B (Vilhenense com 14 pontos, Ji-Paraná com 13 pontos e União Cacoalense com 12 pontos) pode inviabilizar um acordo entre os clubes participantes para o encerramento do campeonato. "Foi uma ideia que surgiu entre os clubes que estão ocupando as primeiras colocações de cada chave, porém acho que não vai ter um consenso entre os dirigentes dos clubes de fazer uma semifinal entre os quatro pelo que conversei com os demais dirigentes", acrescentou o treinador.

O Guajará ocupa a lanterna do grupo A do Campeonato Rondoniense 2020 com quatro pontos. Ao longo da competição estadual, o Glorioso começou bem o Estadual com vitória sobre o Real Ariquemes fora de casa, porém, de lá para cá, obteve um empate e sofreu quatro derrotas consecutivas.

Caso a paralisação não fosse concretizada, o Guajará retornaria a campo no último sábado diante do Genus no estádio João Francisco Clímaco, em Nova Mamoré, pela oitava rodada da primeira fase do Campeonato Rondoniense.

A diretoria da FFER deverá se reunir novamente no dia 1º de abril (quarta-feira) onde será feita uma reavaliação sobre o quadro de evolução do Covid-19 para a definição sobre o futuro do Campeonato Rondoniense. Com a paralisação, a entidade ainda fará a readequação do seu calendário e promoverá ajustes necessários nos Regulamentos Específicos de cada competição a ser realizada na temporada 2020.

Desistência
O primeiro impacto da paralisação do Campeonato Rondoniense 2020 foi sentido no último sábado. O Guaporé Futebol Clube anunciou sua desistência da disputa da competição estadual. De acordo com o presidente do clube de Rolim de Moura, Antonio Júlio Gazele, houve uma reunião com os jogadores e foi decidido o retorno dos atletas para suas respectivas casas para permanecerem próximos de seus familiares. A diretoria do clube de Rolim de Moura vai oficializar nos próximos dias sua desistência da competição junto à
FFER.
Fonte: Futebol do Norte

  Entre em contato com Luís Paulo, coordenador no Estado de Rondônia (69) 9 9956-1515 e obtenha mais informações.




Unopar Guajará-Mirim

O Agrônomo pode trabalhar com ciência do solo e da água economia, engenharia e extensão rural, produção animal e vegetal, empresas alimentícias, indústrias de sementes, grandes propriedades rurais, equipamentos e adubos, além de poder atuar com ensino e pesquisas.

Polo Guajará-Mirim:
Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues
(69) 3541-5375
(69) 99357-8293

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem