Deputado estadual Dr. Neidson (PMN), comandou na manhã desta segunda-feira (09), Sessão Solene, no Plenário Lúcia Tereza, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher e que contou com a entrega de homenagens a mulheres que se destacam na sociedade, atuando em diferentes atividades.

"Esta Sessão Solene é uma homenagem, uma lembrança de como as mulheres são importantes na sociedade, nas vidas de todos, afinal, elas nos dão a vida. Como médico, já fiz vários partos e quando a criança nasce, já é colocada no colo materno e a emoção das mães é contagiante, mostrando a força da mulher e do amor materno", destacou Dr. Neidson, na abertura da solenidade.

Compuseram a mesa, presidida pelo deputado, a deputada Cassia Muleta (Podemos), a primeira governadora de Rondônia, Janilene Vasconcelos de Melo, a promotora Tânia Santiago, a defensora Rosária Novais, a delegada geral adjunta da Polícia Civil em Rondônia, Alessandra Paraguassu, Nilza Maria Ferreira, presidente da AMA, e a Irmã Eunice Camilo, da Santa Marcelina, que estavam entre as homenageadas.

A deputada Cassia Muleta enfatizou que "parabenizo pela atitude do deputado Dr. Neidson. A mulher a cada dia ocupa mais e mais espaços na sociedade. Eu já produzi e vendi pão caseiro, que me orgulho. A exemplo de outras mulheres, tive muita luta na vida. Hoje, sou orgulhosa em representar as mulheres nesta Casa e em representar Rondônia. Nós mulheres, temos o direito e a força de sermos o que quisermos ser".

Ao retomar a palavra, Dr. Neidson ressaltou a criação do Centro Humanitário de Apoio à Mulher de Rondônia (Chameron), na Assembleia Legislativa, após sua iniciativa. "É um órgão auxiliar para dar mais uma contribuição no combate à violência contra a mulher. Já realizamos palestras de conscientização e atuamos para dar esse suporte, com a união de várias entidades e instituições".

Durante a solenidade, a maestrina Jéssica Mayumi e a irmã, Patrícia, executaram a música "Caçador de Mim", de Milton Gonçalves, ao violão e violino, emocionando a todos. Já Fátima Gonçalves, criadora do Boi-Bumbá Manhoso, fez um breve discurso em forma de poema e apresentou a agremiação folclórica, criada por mulheres, na Zona Leste de Porto Velho.

Em seguida, foram entregues as placas de homenagem às mulheres, com a ex-governadora Janilene Melo sendo a primeira a receber. Retomando as apresentações, a dançarina Cristina Pontes fez uma exibição, com a conhecida Dança do Ventre.

Pronunciamentos
A gari Edilane de Oliveira, que também é miss Plus Size, fez um discurso carregado de emoção e ressaltou a força das mulheres. "Tenho orgulho do que faço, tenho orgulho de minha profissão, que merece respeito. Em 20 anos de trabalho, conheci pessoas maravilhosas e aprendo muito a cada dia", destacou.

Morotin Metracop Canoé agradeceu pela iniciativa do deputado Dr. Neidson e ressaltou que "ser mulher indígena é difícil. Sai da minha aldeia aos 14 anos e a cidade é muito diferente. Sofri bastante preconceito, mas lutei para estar aonde estou hoje, participando de vários movimentos, em busca de direitos do meu povo". Ela fez uma saudação em sua língua-mãe e parabenizou a todos as mulheres, por sua dedicação e batalha.

A cabo PM Milena Barreto, que atua no 5º BPM no atendimento das ocorrências que envolvem a violência contra as mulheres, na Zona Leste da capital. "A minha preocupação é que encontramos mulheres com o psicológico abalado, com marcas de violência psicológica e dizem que são fortes e que precisam ser fortes. Não precisamos ser fortes todo o tempo. Temos que ter um momento para nós", disse ela, que citou um poema ao final de sua fala.

Mara Valverde, que é diretora do Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo (Sindler), disse que "é importante sermos respeitadas e que deixemos de ser manchetes, como vítimas de violência. Como integrante de movimentos de mulheres, atuamos sempre na defesa dos direitos das mulheres, reforçando a luta e pelo fim da violência".

A Irmã Eunice agradeceu pelo convite e disse que "nos sentimos honradas pela homenagem e nos sentimos acolhidas, por tanta gente boa de Rondônia, ao longo desses 40 anos de trabalho. Como estamos em plena campanha da Fraternidade, quero lembrar que vida é um dom e um compromisso. Temos que ter um compromisso com o nosso irmão e que Deus possa abençoar a todas as mulheres".

Nilza Maria Ferreira, presidente da Associação de Pais e Amigos do Autista de Rondônia (AMA), registrou os nomes das mulheres que integram a entidade, "atuando com muita dedicação e empenho".

A delegada Alessandra Paraguassu disse que, por atuar numa atividade com maioria masculina, disse que "temos que a cada dia nos aprimorarmos, nos superarmos. Eu quem escolho o que quero ter e onde quero chegar. Temos mulheres em nosso Estado que merecem ser exaltadas, mostrando o poder do feminino. Fugindo de padrões, nosso padrão é ser feminina, força e representação para cada jovem, de que amanhã ela poder ser ainda mais e melhor".

A defensora pública Rosária Novaes fez um breve relato sobre a criação da Data Internacional em homenagem às mulheres e de sua criação no país. Ela defendeu ainda que seja criado, em Rondônia, o Dia Estadual da Mulher com Epilepsia. "Ofereço esta homenagem que recebo a todas as mulheres com epilepsia de Rondônia".

A ex-governadora Janilene Melo destacou os desafios que a mulher ainda precisa enfrentar e o que já conquistou em espaço. "A mulher tem uma dura batalha ainda, pois ainda precisa provar do seu real valor. Em Rondônia, temos que destacar a presença de mulheres empreendedoras e competentes, que buscam exercer as diversas atividades, com força e ética. Se hoje somos um Estado referência, em diversas áreas, é porque contamos com o trabalho incansável de mulheres. Tenho a satisfação de exaltar e felicitar a todas as mulheres de Rondônia".

A promotora Tânia Santiago declarou que "quando mulheres assumem posições de liderança, elas se comprometem por inteira, com devoção à causa pública que poucos homens acompanham. Rondônia sempre teve mulheres ocupando espaços importantes e é essencial que mulheres estejam em posições que possam contribuir com políticas públicas".

Segundo ela, "a desigualdade de gênero acaba acarretando a exposição das mulheres à violência. Homens não passam pelo medo de serem estuprados quando caminham na rua, ou quando dormem em casa. Essa é uma violência de gênero. Temos mulheres vivendo escravizadas sexualmente".

Ao final, ela disse que "queria chamar a atenção de todas de que somos um espaço democrático de direito, que garante o espaço de fala para todas as mulheres. Que o nosso trabalho possa representar justiça social e trazer ainda mais direitos às mulheres".

Homenageadas
Foram agraciadas com a homenagem a deputada Cássia Muleta; a vice-presidente da OAB/RO, Solange Aparecida; a gari Paulina Carvalho; a promotora de justiça, Tânia Santiago, a magistrada Rosimeire Pereira de Souza; a delegada Aparecida Lacerda; a ativista Mara Valverde; a Irmã Lina Ambiel; a defensora pública Rosária Novaes; a reitora da São Lucas, Maria Elisa de Aguiar; a primeira governadora de Rondônia, Janilene Melo, e a índia Canoé Morotin Metracop Canoé.

Também foram homenageadas a delegada Alessandra Paraguassu; a cabo PM Milena Barreto; a psicóloga Janaina de Almeida; a escritora e musicoterapeuta Gisele Soares, Nilza Maria Ferreira, presidente da AMA, e a Irmã Eunice Camilo, da Santa Marcelina, Ângela Maria Rodrigues e Edilane de Oliveira.












Texto: Eranildo Costa Luna-ALE/RO
Fotos: Marcos Figueira-ALE/RO

source http://www.drneidson.com.br/2020/03/dr-neidson-comanda-sessao-solene-em.html

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem