As medidas visam evitar a propagação da doença no âmbito do Poder Judiciário e a determinação está valendo
 para o Fórum de Guajará-Mirim
 A preocupação com a disseminação do coronavírus, inclusive com a notificação de casos suspeitos em Rondônia, levou o Tribunal de Justiça a instituir um gabinete de gerenciamento de crise, que, reunido nesta terça-feira, 18 de março, coordenou a elaboração de um novo ato conjunto da Presidência e da Corregedoria com medidas a evitar a propagação da doença no âmbito do Poder Judiciário de Rondônia, levando em consideração a necessidade de preservar a saúde de magistrados, servidores, estagiários, colaboradores terceirizados e jurisdicionados em geral.
As medidas trazem impactos importantes nas atividades jurisdicionais, tais como a suspensão de prazos processuais, redução de expediente, restrição de acesso às unidades, adoção de regime de revezamento de servidores e a instituição de home office.
Os servidores e magistrados considerados do grupo com maior risco de agravamento da doença, como maiores de 60 anos e pessoas com doenças imunossupressoras, devem ficar em casa.
O corregedor-geral da Justiça, que também faz parte do comitê, aproveitou a reunião para reforçar  recomendações da OMS, Organização Mundial da Saúde. “Recomendamos que cada um, servidor ou magistrado, juntamente com seus familiares, que se recolham. Evitem saída a shoppings, academias, qualquer lugar que tenha contato social e, especialmente, viagens para locais que, sabidamente, existe a propagação do vírus”, alertou.
O ato prevê, ainda, a realização de audiências virtuais, conforme disponibilidade técnica, para evitar o contato e consequente propagação do Covid-19.
 Fonte: Assessoria TJ/RO

 Entre em contato com Luís Paulo, coordenador no Estado de Rondônia (69) 9 9956-1515 e obtenha mais informações.

Unopar Guajará-Mirim
O Agrônomo pode trabalhar com ciência do solo e da água economia, engenharia e extensão rural, produção animal e vegetal, empresas alimentícias, indústrias de sementes, grandes propriedades rurais, equipamentos e adubos, além de poder atuar com ensino e pesquisas.

Polo Guajará-Mirim:
Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues
(69) 3541-5375
(69) 99357-8293


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem