Por Fábio Marques
Alguns atuantes radialistas dos programas de notícias das estações locais estão querendo colocar “minhocas” nos miolos do povo de pouca cultura da cidade. Diante da pandemia da doença Corona-Vírus, esquecem de noticiar fatos para propagar terrores dizendo que tudo o que está se passando é desígnio divino ou castigo de Deus que encontra-se raivoso em virtude das afrontas dos seres humanos aos dogmas sagrados no percurso de toda a história do planeta.
##########
Há que se explicar uma coisa: Deus, uma vez que exista, não tem nada a ver com o Corona-Vírus, assim como não é culpado pelas pessoas que estão morrendo da moléstia e nem responsável pelas que irão escapar. O bom senso nos dias de hoje aconselha a confiar mais nas leis da ciência do que nas fantasias bíblicas. A ciência evolui a cada dia enquanto a religião prossegue com as mesmas chorumelas. No decorrer do século passante a biogenética ainda vai decifrar todos os códigos dos genomas e descobrir as causas das doenças e as devidas matrizes de combate. Deus e religião são invenções humanas e impostas de geração para geração. A ignorância, a fraqueza de espírito, a angústia diante da morte parecem ser as fontes de todas estas crenças e estilos de vida que jamais irão abandonar as pessoas de mente estreita.
##########
A ciência, no caso do Corona-Vírus, contribui muito mais para explicar a situação do que a religião, que no caso em realce, tem que submeter-se e acatar o que orienta os doutores da ciência médica. Contudo, a religião e seus agoureiros porta-vozes estão buscando a todo custo decretar o final dos tempos para o maior número de leigos ingênuos.
##########
Enquanto muita gente se acha atada pela religião na condução de suas vidas, também existem aqueles que não se conformam com esta pequenez dogmática tanto nas tomadas de decisões como na consequência das ilusões lançadas pelos novos profetas da mentira e da hipocrisia. Nos tempos modernos está cabendo à ciência e a tecnologia e não ao Divino e a religião, a responsabilidade pelo destino da espécie humana.
##########
Decreto do Governo do Estado proíbe todo o comércio de efetuar operações mercantis. A exceção só é válida para supermercados, postos de gasolina, farmácias, oficinas mecânicas, açougues e padarias.
##########
Diante desta situação, qualquer vacilo pode resultar numa fúnebre viagem para a cidade dos mortos, independente de classe social ou influência nos negócios e na política. A adoção de políticas severas por parte do Governo está visando apenas controlar a expansão do flagelo, correndo o perigo de que aqui e acolá poderão ocorrer convulsões sociais.
##########
Por outro lado, as pessoas precisam se sustentar através de seus trabalhos. Estas pessoas tem que dar de comer para suas famílias, tem prestações de contas pendentes, tem que pagar o aluguel de seus casebres. Agora vão ter que roubar? Vão ter que assaltar? Vão ter que sequestrar? Ou vocês creem que os 200 “mirréis” que o Estado pretende recompor como ajuda humana, vão dar para estas pessoas tocarem suas vidas?
* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Mamoré não tem responsabilidade legal pela "opinião", que é exclusiva do autor.

Entre em contato com Luís Paulo, coordenador no Estado de Rondônia (69) 9 9956-1515 e obtenha mais informações.


Unopar Guajará-Mirim
Para continuar a correr atrás do seu sonho, a Unopar ajuda você. Nossos alunos do EAD contam com transmissões via satélite com professores mestres ou doutores, para não perder nada.
 Polo Guajará-Mirim:
Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues
(69) 3541-5375
(69) 99357-8293



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem