O prefeito e chefe de gabinete de Guajará-Mirim/RO, Cícero Alves de Noronha Filho, de 45 anos, e Rodrigo Melo Nogueira, de 42 anos, respectivamente, registraram quatro Boletim de Ocorrência Policial, em desfavor de duas pessoas que já exerceram cargos púbicos e um cidadão.
Prefeito e chefe de gabinete acompanhado de secretário e diretor durante o registro policial na Delegacia
 (fonte imagem: mídia social)
Por volta de meio dia e meio, desta sexta-feira, 31, o prefeito Noronha e o chefe de gabinete chegaram até o prédio da Delegacia de Polícia Civil e iniciaram seus relatos. O prefeito registrou contra um ex-vereador, de 53 anos, e vencedor das eleições municipais passada, ao cargo de prefeito, porém teve sua posse impedida pela Justiça Eleitoral. O chefe de gabinete, Rodrigo, também registrou contra o mesmo homem púbico, ambos alegaram em seus registros que em um programa de rádio foram acusados de fazerem parte de uma quadrilha, juntamente com outro político. O áudio da gravação foi espalho em grupos de redes sociais. O homem público também incitou atos terroristas contra a administração pública, como ocorrido em outros países como Venezuela e Bolívia, alegram as vítimas. O áudio está de posse das autoridades.
A terceira ocorrência foi registrada pelo prefeito Noronha em desfavor de outro ex-vereador do município, de 47 anos, onde este estaria gravando e divulgando áudios em mídias sociais apontando o prefeito, chefe de gabinete e outro político de “trambiqueiros, quadrilheiros e desviam verbas públicas”. Por serem injuriosas, caluniosas e difamatórias as afirmações do ex edil, Noronha pede providências que o caso requer.
O quarto Boletim de Ocorrência foi em desfavor de um vendedor autônomo de 51 anos, o prefeito alega que o mesmo também gravou e divulgou áudios em mídia sociais o acusando de quadrilheiro, juntamente com o chefe de gabinete e outro político, que se instalaram na Prefeitura e desviam verbas públicas, além deste apoiar as incitações de terrorismo defendidas pelo ex-vereador e prefeito eleito, mas não empossado. Ainda outros dois articuladores políticos são citados nos áudios divulgados pelo acusado, de pessoas que apoiam a ‘safadeza’ do prefeito. Sentindo-se lesados, as duas autoridades pedem providências.
Fonte: O MAMORÉ


Unopar Guajará-Mirim
O Agrônomo pode trabalhar com ciência do solo e da água economia, engenharia e extensão rural, produção animal e vegetal, empresas alimentícias, indústrias de sementes, grandes propriedades rurais, equipamentos e adubos, além de poder atuar com ensino e pesquisas.

Polo Guajará-Mirim:
Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues
(69) 3541-5375

(69) 99357-8293

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem