Por Fábio Marques
Nestes quase 54 anos de vida, tenho orgulho de não ter passado para meus filhos nenhum sentimento de raiva, rancor ou autoritarismo. Outro dia, por conta de um artigo sobre a questão da construção de uma parede que hoje impede o direito de ir vir de cidadãos na orla fluvial e o acesso dos povos das florestas que faziam uso do local para escoar seus produtos, fui atacado de forma grotesca, com ameaças de processo e até montagem de dossiê sobre minha pessoa por uma elegante milady.
##########
Pra vocês verem como é fácil ofender pessoas de graça nesta província. Garanto a todos que meus filhos têm orgulho de mim. Hoje são dois adultos, um formado em direito e outro formando em arquitetura. E é sempre bom saber que nossos filhos nos respeitam. Agora o conceito de honra e moral desta senhora se deturpa demais. Uma coisinha: podes vasculhar a minha vida à vontade e falares de mim o que quiseres. Sou tudo o que falares e um pouquinho mais. O problema é que jamais irás encontrar em mim vestígios para suas falácias, relações carnais com mentiras, calúnias, conchavos e mutretas. E esta discussão acaba por aqui.
##########
Sou pré-candidato à vereança na eleição municipal do ano vigente. Nos próximos artigos irei expor minhas propostas e dizer o que penso e vou continuar pensando a respeito da política. Para mim, ser votado ou não votado é conseqüência. Se por acaso vencer esta eleição, vou procurar trabalhar para transformar nossa cidade num lugar melhor para se viver. Por outro lado, se não ganhar esta eleição, que fiquem os leitores sabendo que esta derrota em nada mudará a minha vida. Vai ser apenas mais uma derrota entre tantas vitórias.
##########
Política para mim é apenas uma forma de inserção social e não um jeitinho de ganhar a vida. Se vencer a eleição irei trabalhar em prol de todos os cidadãos e não apenas daqueles que votaram em mim. E se não vencer, é porque não votaram em mim, não gostaram das minhas propostas. Simples assim. Seguirei tocando em frente. Feliz e sorrindo sempre.
##########
Ainda outro dia, a mando do prefeito, empregados do setor de Obras e Serviços do Palácio Pérola puseram abaixo duas barracas situadas em praças distintas da cidade. No proveito do gancho, relembro há coisa de dez anos de um projeto do Governo Confúcio Moura para reforma da Praça Jorge Teixeira. Com desenho do arquiteto Lorenzo Villar e recursos do Governo Federal via Senador Waldir Raupp, a planilha circulou pela Câmara e pela Prefeitura.
##########
À época, a proposta até recebeu emenda do vereador Sérgio Bouez, que garantia aos donos dos quiosques que atuavam na Praça Jorge Teixeira no ramo de comidas, lanches e bebidas, a prioridade de se estabelecer no espaço numa Praça de Alimentação do complexo a se construir. Colossal e suntuosa, a matéria centrava a Praça Jorge Teixeira como referência de lazer, entretenimento e encontros para a população guajaramirense. No bojo do Projeto também se embutiam a reforma e ampliação da Biblioteca Municipal, construção de um auditório, quadras poliesportivas, anfiteatro, lagos artificiais e pontes elevadas.
##########
Pelo andar da carroça e pelo desleixo do cocheiro de plantão para com a situação, só veremos a implantação de tal espaço em outra estação.
* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Mamoré não tem responsabilidade legal pela "opinião", que é exclusiva do autor.




Unopar Guajará-Mirim
O Agrônomo pode trabalhar com ciência do solo e da água economia, engenharia e extensão rural, produção animal e vegetal, empresas alimentícias, indústrias de sementes, grandes propriedades rurais, equipamentos e adubos, além de poder atuar com ensino e pesquisas.

Polo Guajará-Mirim:
Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues
(69) 3541-5375
(69) 99357-8293

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem