Flagrante ocorreu na Casa de Detenção de Guajará-Mirim
Um agente penitenciário encontrou duas cartas com um detento de 19 anos, na tarde de quarta-feira (26), dentro da Casa de Detenção de Guajará-Mirim (RO). Em uma das cartas, entregue pelo advogado do acusado, estava escrito que o presidiário iria receber um celular na unidade.

Segundo consta no boletim de ocorrência, o advogado do presidiário foi visitá-lo na tarde de quarta-feira. Ao ser questionado pelos agentes se estava levando alguma coisa para o detento, o advogado negou e então passou pelo detector de metais.

Após a visita do advogado, o presidiário foi revistado por um agente penitenciário, onde foram localizadas duas cartas no bolso da bermuda. O apenado disse que elas tinham sido entregues pelo advogado, mas foram escritas por sua companheira.

Em uma das cartas, a mulher afirma que conseguiu um aparelho celular para enviar ao detento, através de um menor de idade. As cartas foram apreendidas e entregues à Delegacia de Polícia Civil para investigação.

Fonte: G1


Unopar Guajará-Mirim
O Agrônomo pode trabalhar com ciência do solo e da água economia, engenharia e extensão rural, produção animal e vegetal, empresas alimentícias, indústrias de sementes, grandes propriedades rurais, equipamentos e adubos, além de poder atuar com ensino e pesquisas.

Polo Guajará-Mirim:
Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues
(69) 3541-5375
(69) 99357-8293

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem