Em ação conjunta, policiais do Serviço de Investigação, Vigilância e Captura da Polícia Civil (SEVIC), Núcleo de Inteligência (N.I.) e Guarnições de Rádio Patrulha do 6º Batalhão de Polícia Militar de Fronteira, se dirigiram até uma residência situada no final da Avenida Porto Carreiro, nº 1476, bairro São José, onde segundo informações prévias, estava servindo novamente ao comércio de substância entorpecente, havendo no local grande movimentação de pessoas.
Dinheiro e porções apreendidos dentro da casa de "Tinha"
Após observação e vigilância, foram realizadas abordagens e conduções de três usuários na posse de porções de substância ilícita, os quais foram categóricos em afirmar aos policiais terem adquirido no local monitorado, vislumbrado o flagrante delito pelo crime previsto no art. 33 trafico de drogas, nas modalidades: venda / expor a venda. Diante da certeza visual, foi cercado o imóvel, o atual proprietário da casa, Douglas M. A. P., de 27 anos, vulgo “Tinha”, tentou fugir pelos fundos da casa, mas acabou desistindo ao notar a presença de um policial. Foi realizado o ingresso no domicilio e buscas acompanhada por “Tinha” e sua esposa, Gleiciane M., de 22 anos. Foram localizadas 05 porções de maconha em distintos cômodos, idênticas às apreendidas momentos antes na posse dos primeiros usuários de drogas, ainda foi apreendida a quantia de R$ 3.334,40 em espécie, sendo em diversas moedas e cédulas menores como R$ 2,00, R$ 5,00, R$ 10,00, R$ 20,00 e R$ 50,00, ao que tudo indica proveniente da venda, assim como alguns objetos sem procedência. Diante do exposto o casal responsável pela residência após serem cientificados dos direitos constitucionais receberam voz de prisão, em seguida foram conduzidos juntamente com o material apreendido até a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Guajará-Mirim/RO, e lavratura do Auto de Prisão em Flagrante do casal do crime, a “Tinha” por tráfico de drogas e a esposa Gleiciane por associação ao tráfico. Após cinco minutos da entrada dos policiais a residência, uma advogada chegou ao local e acompanhou toda a ação.
Cédulas de vários valores encontradas nos bolsos da roupa da esposa do acusado de comercialização drogas
De acordo com informações levantadas pela reportagem do jornal e site O Mamoré, com a prisão de Adão C. B., de 22 anos, no último dia 09, (Confira matéria: https://www.omamore.com.br/2020/01/policiais-do-sevic-flagram.html) residente a Avenida Porto Carreiro, 1600, bairro São José, provavelmente revendia substância entorpecente para “Tinha”, que residia cerca de 100 metros da residência. Na noite de segunda-feira, 20, na residência de Adão foram flagrados usuários de drogas, o fornecedor da droga conseguiu fugir pelos fundos da casa. Em desfavor dos usuários foi lavrado Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Esta ação marca a terceira vez que os policiais de Guajará-Mirim "fecham boca de fumo" na Avenida Porto Carreiro, bairro São José.
Fonte: O MAMORÉ


Unopar Guajará-Mirim
O Agrônomo pode trabalhar com ciência do solo e da água economia, engenharia e extensão rural, produção animal e vegetal, empresas alimentícias, indústrias de sementes, grandes propriedades rurais, equipamentos e adubos, além de poder atuar com ensino e pesquisas.

Polo Guajará-Mirim:
Avenida XV de Novembro, 1922 - Em frente ao Ginásio Afonso Rodrigues
(69) 3541-5375
(69) 99357-8293




Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem