Além do estádio Aluízio Ferreira, em Porto Velho, o estádio João Saldanha, de Guajará-Mirim, também passará por reformas. Segundo o superintendente da Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer, Jobson Bandeira, as reformas fazem parte do pacote de revitalizações de 2020 e estão orçadas em mais de R$ 2 milhões.
- São três processos que a gente tinha de revitalização. Já fizemos dois, um do estádio Aluízio Ferreira e outro do centro de convenções. Agora estamos no do João Saldanha, que também estava no mesmo pacote, entretanto estava com algumas pendências, que sanamos agora. Então, provavelmente sim, a gente inicie a obra no estádio João Saldanha ainda este ano, para gente não perder o recurso de R$ 2 milhões e 600 mil - explicou Jobson, superintendente da SEJUCEL.
O estádio de Guajará-Mirim é a casa do Guajará Esporte Clube. O time utilizaria o João Saldanha durante o Campeonato Rondoniense de 2020, mas, com as reformas, o clube terá que procurar outro local para mandar seus jogos.
- Nós vamos tentar falar com o prefeito agora pela manhã, para ver se tem alguma contra partida pra gente conseguir jogar. Porque para o Guajará sair para jogar fora é inviável, não tem condições, a não ser que seja em Nova Mamoré. Mas eu acho que em Nova Mamoré não tem os laudos, não tem a documentação do estádio e fica mais difícil. A gente vai ter uma reunião com o prefeito pra definir isso - disse Tinho Damasceno, técnico do Guajará Esporte Clube.
Segundo a Federação de Futebol de Rondônia (FFER), o órgão ainda não foi procurado pelo clube para informar sobre a reforma.

Fonte: Assessoria

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem