Uma residência localizada no bairro 10 de Abril foi invadida em plena madrugada desta segunda-feira, 30, no município de Guajará-Mirim, enquanto o morador dormia, ao acordar com o barulho e ameaça do invasor em mata-lo, o morador disparou contra o ladrão, que ainda foi socorrido com vida.
 O autônomo de 59 anos, Zeno D. S., encontrava-se em sua casa situada a Avenida Estevão Correia, enquanto a vítima dormia um forte barulho veio do telhado, ao verificar o que acontecia em sua casa, deparou com um homem quebrando o forro da casa, o morador mandou o invasor parar e voltar. 
Mesmo assim o invasor continuou descendo, Zeno pegou um terçado e bateu nas pernas do ladrão que mesmo assim não se intimidou e colocou as mãos para fora como se tivesse armado, e ainda disse para a vítima passar logo o dinheiro, caso contrário ele iria matá-lo. Com receio por sua vida, a vítima então correu, pegou uma arma de fogo e disparou na direção do invasor, que caiu ao chão, logo se levantando e correu atrás do morador que teve que buscar abrigo no quarto, na porta efetuou mais dois disparos em direção ao ladrão, afirmando ter se defendido. O proprietário da casa notou que o ladrão não se movia então acionou a Central de Operações da Policia Militar, em seguida uma equipe do Corpo de Bombeiros foi até o local e conduziu o homem até o Pronto Atendimento do Hospital Regional.
O invasor não foi identificado e veio a óbito no Hospital
O morador entregou aos policiais o revólver calibre .38, com seis munições, sendo três deflagradas e 03 intactas, o terçado também foi apreendido. Um pedaço de madeira foi encontrado na casa, usado pelo invasor para quebrar a telha e na frente da casa havia um par de tênis, provavelmente tirado pelo homem ao subir no telhado. A perícia técnica realizou os trabalhos no local da invasão.
O homem não foi identificado pelos policiais. No Hospital, mesmo sem identificação foi submetido a intervenção cirúrgica, mas não sobreviveu aos ferimentos e veio a óbito. As digitais do homem foram recolhidas, porém até o fechamento desta matéria o mesmo não havia sido identificado.
Zeno foi conduzido a Delegacia de Polícia Civil, onde as medidas cabíveis foram tomadas.
Fonte: O MAMORÉ
Foto: Redes sociais

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem