Policiais militares do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA), em Guajará-Mirim/RO, localizaram uma propriedade rural que era usada como criadouro clandestino de pássaros e a outra em uma casa, no bairro Serraria, em Guajará-Mirim, nesta quarta-feira, 18.
De acordo com os policiais, ao todo 28 aves foram encontradas, o homem responsável pelo local, foi preso por não possuir qualquer documentação das aves. A legislação ambiental prevê alguns critérios para criação dessas espécies, que se inicia com a autorização do órgão ambiental competente para manuseio, depósito e comercialização, visando a preservação das espécies.
O infrator foi multado em R$ 14 mil e será apresentado em juízo, pela prática do ilícito ambiental.
Mais apreensão de aves
No município vizinho, Guajará-Mirim a mesma equipe do BPA localizou, horas depois, uma residência no Bairro Serraria onde estavam mais 20 pássaros entre curiós e rolinha cinzenta. O proprietário da casa disse, aos policiais, que não possuía a autorização dos órgãos ambientais. Ele foi autuado em R$ 10 mil e também será encaminhado ao poder judiciário pela prática de crime ambiental.
Tartarugas (Quelônios)
Ainda em Guajará-Mirim dois homens que transportavam sem autorização do órgão ambiental competente, dois quelônios - tartarugas da região, foram detidos e multados em R$1.000,00 pelo transporte dos répteis.
De acordo com o BPA, os animais foram soltos em seus respectivos habitat natural, logo após o registro das ocorrências e lavratura dos termos de soltura.
Fonte: O MAMORÉ






Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem