26 de novembro de 2019

Policiais militares localizam veículo roubado no Paraná circulando em Guajará-Mirim com placa adulterada

O veículo ficou apreendido e foi Instaurado Inquérito Policial, já o rapaz foi liberado e policiais do Serviço de Investigação, Vigilância e Captura (Sevic) estão investigando o caso.
Policiais militares localizam veículo roubado no Paraná circulando em Guajará-Mirim com placa adulterada

Um veículo roubado no Estado do Paraná foi apreendido na tarde desta segunda-feira, 25, por policiais lotados no 6º Batalhão de Polícia Militar de Fronteira (6º BPM/Fron), quando circulava em via pública.
Policiais do Núcleo de Inteligência (N.I.), do 6º BPM, avistaram o veículo modelo Saveiro Cross, de cor preta, placa FNE 7191, Maringá – Paraná, circulando em via pública, ao pesquisarem a placa constataram que tratava-se de um veículo com mesmo modelo, desconfiados os policiais do N.I com apoio de Rádio Patrulha conseguia abordar o condutor transitando pela Avenida Princesa Isabel, bairro Jardim Esmeralda. O condutor de 24 anos, alegou aos policiais que estava dando uma volta no veículo, pois estava negociando a compra dele. Alegou que encontrou uma divulgação de venda de veículo no Facebook e combinou com o vendedor de averiguar o veículo, sendo levado até a residência de sua sogra no bairro Jardim Esmeralda. Ao sair para testar o veículo foi abordado pelos policiais.
A placa original do veículo é AYJ 3384, de Curitiba – Paraná, foi roubado naquele estado. O veículo e o condutor foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Civil. Acompanhado de policiais civis afim de localizar o vendedor do veículo, não sendo encontrado, ao retornarem a Delegacia, uma advogada representando o vendedor alegou que o rapaz conduzido não tinha nada haver com o veículo, pois o seu cliente estava negociando a venda do veículo para o mesmo. Foi constatado a venda de um veículo Saveiro Cross. O veículo ficou apreendido e foi Instaurado Inquérito Policial, já o rapaz foi liberado por não haver fortes indícios, mas policiais do Serviço de Investigação, Vigilância e Captura (Sevic) estão investigando o caso.

Fonte: O MAMORÉ

Veja também:

Últimas Notícias

© Copyright 2019 Jornal O Mamoré | All Right Reserved