28 de novembro de 2019

Operação deflagrada pela PF cumpre prisões e apreensões em Guajará-Mirim

A Operação Rota 364, deflagrada pela Polícia Federal prendeu 3 pessoas e cumpriu 12 mandados de busca e apreensão no município de Guajará-Mirim.
Operação deflagrada pela PF cumpre prisões e apreensões em Guajará-Mirim

A Operação Rota 364, deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira, 28, para combater o tráfico internacional de drogas nos estados de Rondônia e Mato Grosso, além do Distrito Federal, prendeu 3 pessoas e cumpriu 12 mandados de busca e apreensão no município de Guajará-Mirim/RO.
Em Guajará-Mirim houve prisões e apreensões de bens e dinheiro pela PF
De acordo com o delegado da PF, em Guajará-Mirim, Heliel Jefferson Martins Costa, ao total foram cumpridos 21 mandados judiciais, sendo 2 de prisão preventiva, 4 de prisão temporária e 15 de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal em Guajará-Mirim nos municípios de Guajará-Mirim e Porto Velho, bem como nos estados Cuiabá/MT e Brasília/DF.
A Operações 364 foi desencadeada por policiais federais em vários pontos
Heliel ainda salientou durante entrevista ao jornal e site O Mamoré, que durante as investigações, a PF levantou a existência de uma organização criminosa voltada para o tráfico internacional de drogas com base em Guajará-Mirim e ramificações em Porto Velho e em outros estados do Sul e Centro Oeste. Segundo ele, a cocaína dos fornecedores bolivianos de Guayaramerín – Beni/Bolívia, eram adquiridas pela grupo, que cuidava do pagamento e esconder a droga em veículos, posteriormente a droga era transportada pela BR-364, sendo este o motivo do nome da Operação.
O delegado da PF, em Guajará-Mirim, Heliel Martins durante entreviste ao O Mamoré
Durante a investigação, a PF constatou a movimentação por integrantes da organização criminosa a quantia superior de R$ 1 milhão em contas bancárias próprias e de “laranjas”, além de utilizarem empresas para lavagem dos valores obtidos com o tráfico de drogas. De acordo com a PF, entre os anos de 2018 e 2019 foram apreendidas drogas da quadrilha, somando aproximadamente 50 kg de cocaína (cloridrato e pasta base), além de duas armas de fogo, o que acarretou na prisão em flagrante dos envolvidos e apreensão dos veículos utilizados para esconder os entorpecentes.
Veículos foram apreendidos
Foram cumpridos 12 mandados de buscas e apreensão no município, inclusive em comércios. 1 prisão preventiva e 2 prisões temporária ocorreram durante a ação em Guajará-Mirim, sendo todos homens. Durante a Operação foi apreendido 6 carros e 1 motocicleta, também 2 pessoas foram presas por posse ilegal de arma de fogo, foi também apreendido dinheiro de posse dos envolvidos. Os presos, após serem ouvidos na Delegacia de Polícia Federal de Guajará-Mirim foram encaminhados ao presídio masculino e responderão, perante a Justiça Federal, pelos crimes de tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro. Os demais presos em outras cidades foram também interrogados e encaminhados aos presídios, uma mulher foi presa em Porto Velho/RO.
Fonte: O MAMORÉ
Fotos: Assessoria da PF




Veja também:

Últimas Notícias

© Copyright 2019 Jornal O Mamoré | All Right Reserved