13 de novembro de 2019

IFRO: Campus Guajará faz projeto de extensão com idosos da Casa do Ancião

Durante os meses de setembro e outubro as ações ocorreram na Casa do Ancião “São Vicente de Paula”.
IFRO: Campus Guajará faz projeto de extensão com idosos da Casa do Ancião

O IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), Campus Guajará-Mirim, realizou o Projeto de Extensão “Viva Melhor com a Melhor Idade”. Durante os meses de setembro e outubro as ações ocorreram na Casa do Ancião “São Vicente de Paula”, em Guajará-Mirim, visando realizar ações voltadas para melhoria da qualidade física e mental dos idosos.

Campus Guajará faz projeto de extensão com idosos da Casa do Ancião

Segundo o Coordenador André Menezes, “o projeto é uma continuidade de outro realizado o ano passado pelos mesmos alunos e que manifestaram interesse em realizar novamente. O intuito principal é a troca de experiência entre os participantes, além de criar empatia com a realidade de nossos idosos, os vários encontros tornaram possível atingir o objetivo de melhorar a qualidade de vida de nossos principais participantes”.
A aluna bolsista/extensionista, Silvia Maria Oliveira Correia, afirma que “no período de um mês, foram feitas algumas atividade de recreação com os idosos, músicas, atividades lúdicas, pintura. E, para finalizar, foi construído um redário e entregue seis redes para os idosos, com intuito de que eles tenham um lugar de lazer, deitar e relaxar. Muitas vezes os idosos de nossa cidade são esquecidos pela população e pela administração pública, é por isso que projetos como esse devem se repetir sempre”.
O projeto de extensão foi realizado em quatro encontros, com os acadêmicos do quarto período do curso de Licenciatura em Química ou Biologia. Participaram cerca de 15 idosos residentes na casa e 13 alunos extensionistas. Em três domingos ocorreram atividades lúdicas, rodas de conversas, atividades laborais, higiene e saúde, contação de histórias e a confecção do redário que irá funcionar também como mais um local de convivência. “Contamos com mais de sete parcerias para executar o projeto. Tivemos autorização do local para realizar o projeto e fazer registros fotográficos”, explicou o Professor André.







Fonte: Assessoria

Veja também:

Últimas Notícias

© Copyright 2019 Jornal O Mamoré | All Right Reserved