11 de outubro de 2019

Vento forte causa estragos em Guajará-Mirim, Guayaramerín e Nova Mamoré

Guajará-Mirim e Nova Mamoré e a cidade vizinha Guayaramerín-Beni/Bolívia
Vento forte causa estragos em Guajará-Mirim, Guayaramerín e Nova Mamoré

Na sede da Penitenciária Regional de Guajará-Mirim o vento destruiu a cobertura da estrutura
O vento forte causou diversos estragos nos três municípios vizinhos: Guajará-Mirim e Nova Mamoré, localizados em solo brasileiro no Estado de Rondônia e a cidade vizinha Guayaramerín-Beni/Bolívia, na tarde desta sexta-feira, 11.
Faixadas foram derrubadas com o evento, em Guajará-Mirim
Em Guajará-Mirim e Nova Mamoré os estragos da ventania derrubou telhas, luminárias, faixadas, caixas d’água, fios de energia, árvores arrancadas e galhos por vários pontos da cidade. Na zona rural da cidade, a ventania derrubou cinco torres de uma linha de transmissão. Já no perímetro urbano, 14 postes de energia foram danificados. Com mais de meia hora de ventania, não havia energia e moradores relataram seus desesperos em grupos de redes sociais. Bombeiros realizaram uma vistoria no município de Guajará-Mirim para fazer levantamento dos danos, não há registro de vítimas.
Árvores foram arrancadas com o vento, em Nova Mamoré
A ventania também levou os telhados e destruiu uma ala da Penitenciária Regional de Guajará-Mirim, localizada na BR Engenheiro Isaac Bennesby, zona rural do município de Nova Mamoré.
O vento além de arrancar telhas, também arrancou madeira, no presídio
Na cidade de Guayaramerín, com a ventania os chapas e canoeiros terminavam de desembarcar mercadorias no porto daquela cidade quando o vento foi mais forte, o rio Beni e Mamoré bastante agitados fez com que uma embarcação virasse e afundando mercadorias causando prejuízos.
Fonte: O MAMORÉ

Veja também:

Últimas Notícias

© Copyright 2019 Jornal O Mamoré | All Right Reserved