3 de outubro de 2019

Serão dois dias de festas para celebrar São Francisco de Assis, em Guajará-Mirim

Neste ano de 2019, a festa se estende em dois dias de comemorações, sexta-feira (04) e sábado (05).
Serão dois dias de festas para celebrar São Francisco de Assis, em Guajará-Mirim

Desde a semana passada teve início as missas em comemoração à data de São Francisco de Assis, na capela da Igreja, localizada no bairro Tamandaré. Neste ano de 2019, a festa se estende em dois dias de comemorações, sexta-feira (04) e sábado (05).
Desde a semana passada missa e novena acontecem na sede da Igreja de São Francisco de Assis. Nesta sexta e sábado, mais de 3 mil fiéis são esperados para comemorar os festejos
As missas ocorrem na Igreja, a partir de 19h, todas as noites. Na sexta-feira, 04, a partir de 17h os católicos participam da missa seguida de procissão pelas Avenidas do bairro Tamandaré.
No sábado, 05, acontecerá a venda de comidas e o show de prêmios a partir de 19h. A Cartela custa R$ 10,00, e pode ser adquirida com organizadores ou na própria Igreja. Os brindes são: 1º Um tanquinho; 2º Uma centrifuga; 3º Um kit tupperware; 4º Um micro-ondas e 5º R$ 1.500,00. Todo o dinheiro arrecadado com a venda das comidas e cartelas serão revestidos em prol de melhorias a sede da Igreja.

A história de São Francisco de Assis
Nasceu em Assis, Itália, em 1182. Era filho de Pedro Bernardone, um rico comerciante, e Pia, de família nobre da Provença.  Na juventude, Francisco era muito rico e esbanjava dinheiro com ostentações. Porém, os negócios de seu pai não lhe despertaram interesse, muito menos os estudos. O que ele queria mesmo era se divertir. Porém, São Boaventura, seu contemporâneo, escreveu sobre ele: “Mas, com o auxílio divino, jamais se deixou levar pelo ardor das paixões que dominavam os jovens de sua companhia”.

Vida de São Francisco
Na juventude de Francisco, por volta de seus vinte anos, uma guerra começou entre as cidades italianas chamadas Perugia e Assis. Ele queria combater em Espoleto, entre Assis e Roma, mas caiu enfermo. Durante a doença, Francisco ouviu uma voz sobrenatural. Esta lhe pedia para ele "servir ao amor e ao Servo". Pouco a pouco, com muita oração, Francisco sentiu em seu coração a necessidade de vender seus bens e “comprar a pérola preciosa” sobre a qual ele lera no Evangelho.
 Certa vez, ao encontrar um leproso, apesar da repulsa natural, venceu sua vontade e beijou o doente. Foi um gesto movido pelo Espírito Santo. A partir desse momento, ele passou a fazer visitas e a servir aos doentes que sem encontravam nos hospitais. Aos pobres, presenteava com suas próprias roupas e também com o dinheiro que tivesse no momento.

O Chamado
Num dia simples, mas muito especial, num momento em que Francisco rezava sozinho na Igreja de São Damião, em Assis, ele sentiu que o crucifixo falava com ele,  repetindo por três vezes a frase que ficou famosa: "Francisco, repara minha casa, pois olhas que está em ruínas". O santo vendeu tudo o que tinha e levou o dinheiro ao padre da Igreja de São Damião, e pediu permissão para viver com ele. Francisco tinha vinte e cinco anos.
 Pedro Bernardone, ao saber o que seu filho tinha feito, foi busca-lo indignado, levou-o para casa, bateu nele e acorrentou-o pelos pés. A mãe, porém, o libertou na ausência do marido, e o jovem retornou a São Damião. Seu pai foi de novo buscá-lo. Mandou que ele voltasse para casa ou que renunciasse à sua herança. Francisco então renunciou a toda a herança e disse: "As roupas que levo pertencem também a meu pai, tenho que devolvê-las". Em seguida se desnudou e entregou suas roupas a seu pai, dizendo-lhe: “Até agora tu tem sido meu pai na terra, mas agora poderei dizer: ‘Pai nosso, que estais nos céus”.

São Francisco de Assis e os animais
A proximidade de Francisco com a natureza sempre foi a faceta mais conhecida deste santo. Seu amor universalista abrangia toda a Criação, e simbolizava um retorno a um estado de inocência, como Adão e Eva no Jardim do Éden.

Fonte: O MAMORÉ

Veja também:

Últimas Notícias

© Copyright 2019 Jornal O Mamoré | All Right Reserved