7 de outubro de 2019

Guajará-Mirim escolhe os novos conselheiros tutelares. Confira a votação de todos os candidatos

Foram escolhidos 05 conselheiros, o pleito ainda definiu os suplentes. Veja a votação de todos os candidatos que participaram do pleito eleitoral.
 Guajará-Mirim escolhe os novos conselheiros tutelares. Confira a votação de todos os candidatos

A População de Guajará-Mirim elegeu, neste domingo, 06, os conselheiros tutelares que atuarão na defesa e promoção dos direitos de crianças e adolescentes entre 2020 e 2023.
Polícia Militar esteve presente durante manhã, tarde e na conferência dos votos
Foram escolhidos 05 conselheiros, o pleito ainda definiu os suplentes. Ao todo nas 08 urnas eletrônicas cedidas pelo Tribunal Regional Eleitoral, Cartório Eleitoral de Guajará-Mirim/RO, os 10.237 guajaramirenses que foram às urnas neste domingo, na Escola Irmã Maria Celeste, deram voto aos candidatos.
Sendo eleitos: primeiro colocado, o ex-vereador Aldemir Carneiro de Oliveira, o “Irmão Dênis”,  com 303 votos; a segunda escolhida foi a atual conselheira tutelar, Paula Vargas Cortez com 283 votos,  o terceiro lugar foi a atual conselheira Juvina de Lima Ferreira com 280 votos; Madson Neiva da Cruz Assunção com 275 votos e em quinto lugar Maria Zilene Lima Nascimento com 267 votos. Os 21 candidatos que participaram da eleição, estavam aptos e tiveram votação. Houve também votos nominais, nulos e brancos (veja abaixo em casa urna).
Confira a lista da votação de cada candidato:
 

Francisco Rodrigues, presidente da Comissão Especial do Processo da Eleição Municipal do Conselho Tutelar, destacou a relevante colaboração dos voluntários no desenrolar da votação. Mas salientou a falta de condições que a Comissão obteve durante a organização e pleito eleitoral, como a falta de estrutura tanto na divulgação, conscientização da comunidade para convocar as eleições, tendo ainda um número expressivo de eleitores se comparado com outras eleições de conselheiros. Ratificando que o almoço oferecido a equipe de voluntários foi pago do bolso da secretária Municipal de Trabalho e Assistência Social (SEMTAS), Professora Lucila do Socorro. Disse ainda que a água para beber se não fosse os bebedouros existentes na escola, os voluntários teriam que tirar do próprio bolso para comprar do lado de fora do prédio.
A Promotora de Justiça, Fernanda Alves Pöppl acompanhou a apuração e desejou sucesso aos novos conselheiros eleitos.


Fonte: O MAMORÉ










Veja também:

Últimas Notícias

© Copyright 2019 Jornal O Mamoré | All Right Reserved