30 de outubro de 2019

Deputado Federal Coronel Chrisostomo apoia Projeto Amazônia+21 em Porto Velho (RO)

Ocorreu o lançamento do projeto Amazônia+21
Deputado Federal Coronel Chrisostomo apoia Projeto Amazônia+21 em Porto Velho (RO)

Hoje quarta-feira (30), foi o lançamento do projeto Amazônia+21, promovido pela Agência de Desenvolvimento de Porto Velho (RO). O evento aconteceu na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília.  
O objetivo deste projeto é promover a criação de novos modelos de desenvolvimento sustentável para a região amazônica através de negócios sustentáveis, visto que a Região Amazônica tem ampla importância para o Brasil e para o mundo e enorme potencial na geração de riquezas. 

Esta ação refere-se a um encontro internacional voltado para empresários, investidores, pesquisadores e representantes de governo, e tem data marcada para 5 a 8 de maio/2020, em Porto Velho. O Fórum Amazônia+21 contribuirá para uma melhor integração entre os nove países que integram o bioma amazônico (Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Venezuela, Guiana, Guiana Francesa, Peru e Suriname).

Será o maior fórum mundial de diálogos sobre desenvolvimento sustentável da região amazônica, com temas relacionados a ciência e pesquisa aplicada, novos negócios, fundos para investimentos e questões socioculturais, abrangendo todos os países que compõem a região.

Pesquisadores da Imazon lançaram em parceria com institutos internacionais o Índice de Progresso Social (IPS) que mede de maneira clara a qualidade de vida dos moradores de cada localidade no Brasil. Como resultado, a Amazônia Legal tem um IPS de 57,31, inferior ao da média nacional, de 67,73, contrastando com as imensas riquezas naturais da região.

Tendo isto em vista, de acordo com o Deputado Chrisóstomo, “Este encontro internacional será uma grande oportunidade para discutirmos o desenvolvimento econômico deste bioma e buscarmos juntos saídas para melhora na qualidade de vida dos habitantes dessa região.

Muitos são os desafios legais, como: a regularização fundiária, planejamento, o zoneamento econômico ecológico, e exigências de países desenvolvidos ao cumprimento de acordos internacionais para destinação de recursos aos países que preservam o meio ambiente.  Porém, a Região Amazônica tem potencial para avançar, basta estabelecermos uma atmosfera adequada para tanto, com segurança jurídica e normas claras.

Participaram também do evento de lançamento do Amazônia+21 os deputados federais Silvia Cristina (PDT-RO) e o senador Confúcio Moura (MDB-RO), além de outras autoridades como Robson Braga de Andrade (presidente da CNI), Ricardo Salles (ministro do Meio Ambiente), Marcelo Thomé (presidente da Agência de Desenvolvimento de Porto Velho), entre outros.

Aos interessados, as inscrições para o evento em 2020 estarão abertas a partir da segunda quinzena de novembro no site:http://amazonia21.org/.

Fonte: Assessoria

Veja também:

Últimas Notícias

© Copyright 2019 Jornal O Mamoré | All Right Reserved