As eleições gerais na Bolívia ocorrem com tranquilidade neste domingo, 20. Os eleitores comparecem de forma massiva aos centros de votação. No posto de votação, em Guajará-Mirim/RO, os eleitores cadastrados compareceram cerca de 70%.
O Consulado dividiu em três mesas a votação, utilizando o espaço do prédio da Rádio de Educadora para o pleito
A votação começou às 8h com término às 16h, a sede do Consulado boliviano em Guajará-Mirim dividiu em três meses a votação. De acordo com o cônsul da Bolívia em Guajará-Mirim, Alexandre Guzman Maldonado, dos 716 eleitores cadastrados participaram do pleito eleitoral 525 eleitores, o candidato a reeleição, pela quarta vez, Evo Morales, de 59 anos, do Movimento ao Socialismo (MAS IPSP) obteve 525 votos, contra o segundo mais votado Carlos Mesa, Comunidade Cidadã (CC) com 75 votos e 21F com 39 votos.
Jovens e adultos participaram das eleições, em Guajará-Mirim
A expressão “21F”, em referência ao dia 21 de fevereiro de 2016, quando foi realizado o plebiscito, tornou-se uma das principais marcas da oposição, inclusive nos protestos mais violentos deste mês – no encerramento da campanha de Morales em Santa Cruz, onde 51,3% disse “não” e 48,7% disse “sim” a chance de Morales disputar novamente, mas em setembro de 2017 parlamentar governistas recorreram novamente ao Tribunal Constitucional para pedir que vários artigos da Constituição e da Lei de Regime Eleitoral que impediam uma nova candidatura de Morales fossem consideradas ilegais.
Votos brancos foram registrados o número de 10 e 58 votos nulos no posto de votação em Guajará-Mirim.

Segundo turno
Com cerca de 89% dos votos apurados nas eleições presidenciais na Bolívia, o candidato à reeleição Evo Morales lidera a disputa com 45,38%. Em segundo lugar, aparece o ex-presidente Carlos Mesa, com 38,16%. Tendo assim algo inédito na história do país, onde Mesa disputará o segundo turno com Morales e as eleições acontecerão no dia 15 de dezembro e novamente estará disponível o posto de votação em Guajará-Mirim. Os portos de Guajará-Mirim e Guayaramerín-Beni/Bolívia, nesta data estarão novamente fechados a partir de meia noite até às 18h do mesmo dia.
Fonte: O MAMORÉ








Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem