Dois veículos da SEJUS realizavam a escolta dos presos e uma viatura da PM prestava auxílio
Um preso danificou a parte interna, de plástico, do veículo da Secretaria de Estado de Justiça (Sejus) na tentativa de se jogar com o veículo em movimento, na manhã de terça-feira, 03, para fugir da Escolta Penitenciária. A suposta tentativa de fuga ocorreu na BR- Engenheiro Isaac Bennesby (antiga BR-425), quando o preso era transferido de Guajará-Mirim para o município de Nova Mamoré. Uma viatura do 6º Batalhão de Polícia Militar auxiliou na escolta, inibindo a fuga.
De acordo com boletim de ocorrência, os agentes penitenciários faziam a escolta de oito apenados entre os municípios de Guajará-Mirim e zona rural de Nova Mamoré, em duas viaturas da SEJUS. Em uma delas, ao passarem pelo prédio do Campus da UNIR, os agentes ouviram um barulho estranho dentro do compartimento que transportava os apenados, quando indagaram os presos, Francisco de Assis Máximo, disse que era a sua cabeça que estava batendo. O barulho foi ouvido mais outras três vezes, até chegarem na Penitenciária Regional, sob a escolta também de uma guarnição da PM. Os agentes observaram que a estrutura em plástico, da parte interna da viatura que conduzia os presos, estava danifica, com fácil acesso a trava para abrir a porta do compartimento. Os agentes acreditam que devido a viatura da PM ter se deslocado atrás dos dois veículos, inibiu a fuga. Ao abrirem a porta traseira, Francisco estava muito próximo a porta. Aos agentes, os apenados negaram tal ação. A guarnição da Polícia Militar e os agentes registraram ocorrência sobre o fato.
Na madruga desta segunda-feira, 02, houve uma tentativa de fuga dentro da Casa de Detenção de Guajará-Mirim/RO, além de poucos agentes, que se revezam nas inúmeras atividades, a estrutura física do presídio colabora com as tentativas de fuga. (Leia matéria: http://www.omamore.com.br/2019/09/apenados-tentavam-fuga-quando-foram.html)

Fonte: O MAMORÉ

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem