11 de setembro de 2019

Comissão de Saúde recebe gestores de Guajará-Mirim para responder denúncias sobre ambulâncias

Comissão de Saúde recebe gestores de Guajará-Mirim para responder denúncias sobre ambulâncias

A Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social (CSPAS) da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta terça-feira (10), no plenarinho 01, com as presenças dos deputados Adailton Furia (PSD), presidente, Dr. Neidson (PMN) e Aélcio da TV (PP) para ouvir os esclarecimentos do Secretário Municipal de Saúde de Guajará-Mirim, Douglas Dagoberto Paula e o procurador Dayan Roberto dos Santos Cavalcante referente as denúncias feitas pelo deputado Anderson Pereira (Pros) com relação a inutilização de ambulâncias no município.

Com três termos de doação de ambulâncias feitos para o município de Guajará-mirim em mãos entre 2018 e 2019, Dr. Neidson apontou que em menos de cinco meses duas delas estavam quebradas, e que a terceira, que tinha sido disponibilizada para o distrito de Hiata, foi levada para atender a demanda do hospital principal de Guajará-mirim.

O parlamentar ressalta também que em 2016 destinou uma UTI móvel para o município, contudo “ ela sofreu um acidente de perda total e até hoje eles não deram baixa”. Dr. Neidson relata ainda que recentemente, destinou recurso para o reparo de duas ambulâncias, mas, as mesmas já não estão mais funcionando, além da duas ambulanchas adquiridas com emendas do parlamentar para o município, que também estão sem funcionar.

Justificativas
O secretário Municipal de Saúde de Guajará-Mirim, Douglas Dagoberto Paula, explicou que assumiu a pasta no dia 22 de julho deste ano e que desde então está tentado resolver a situação das duas ambulâncias quebradas. “Uma delas já está funcionando e sendo utilizada para o município, necessitando apenas trocar os pneus. Fizemos a manutenção da ambulância do distrito do Hiata e ela está funcionando perfeitamente e a terceira estamos atualizando os preços de manutenção dentro dos limites da secretaria”, relatou.

Dagoberto ressaltou ainda, que solicitou um levantamento de todos os veículos, entre eles ambulanchas, da secretária e os reparos necessários. “Estou fazendo de tudo para deixar essas ambulâncias em pleno funcionamento, o mais rápido possível. Nossa prioridade é o atendimento à população para que ela não fique desassistida, caso precise”, destacou.

O presidente da comissão, Adailton Furia, ressaltou que o maior problema dos veículos do Estado é a falta de manutenção. “Esse problema não é exclusivo de Guajará-Mirim”, disse.

De acordo com o procurador do município de Guajará-Mirim, Dayan Roberto dos Santos Cavalcante, a manutenção de veículos é um dos maiores desafios dos municípios. “Dentro das contratações eu sempre oriento os gestores com relação a veículos novos, a fazer as manutenções periódicas. No caso específico das duas ambulâncias que apresentaram problemas, elas foram endereçadas a concessionária, contudo a mesma não tinha o aparelho necessário para fazer a manutenção e elas precisaram ser deslocadas e isso atrasou o processo”, contou.

Ao final das explanações, a Comissão deu um prazo de 60 (sessenta) dias para que o município de Guajará-Mirim realize os devidos reparos nas ambulâncias/ambulanchas. “Caso não seja cumprido o prazo, iremos solicitar uma auditória da Sesau para solicitar que, os recursos gastos na aquisição desses veículos sejam devolvidos, segundo consta no contrato assinado pelo próprio município”, finalizou Dr. Neidson.
















Texto: Laila Moraes-Decom-ALE/RO
Fotos: Marcos Figueira-Decom-ALE/RO

source http://www.drneidson.com.br/2019/09/comissao-de-saude-recebe-gestores-de.html

Veja também:

Últimas Notícias

© Copyright 2019 Jornal O Mamoré | All Right Reserved