15 de setembro de 2019

Campus Guajará-Mirim realiza ações na Escola Irmã Maria Celeste

O objetivo é desenvolver ações voltadas à promoção da saúde e prevenção de doenças e agravos.
Campus Guajará-Mirim realiza ações na Escola Irmã Maria Celeste

O IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), Campus Guajará-Mirim, realizou palestras para alunos de oitavo e nono ano da Escola Estadual Irmã Maria Celeste, no município de Guajará-Mirim. Em média foram atendidos 75 alunos nos três encontros.
As atividades foram nos dias 9, 14 e 20 de agosto, dentro do Projeto Edusaúde, da Coordenação de Assistência Estudantil (CAED), que está em sua quarta edição. O objetivo é desenvolver ações voltadas à promoção da saúde e prevenção de doenças e agravos. A primeira palestra foi sobre “Higiene Corporal na Puberdade”, com a Enfermeira do Campus Guajará-Mirim, Aline Ferreira da Costa Nery de Lima.  
Segundo Pedro Vinícius Macurapi Tupari, que está no oitavo ano, a palestra “foi muito importante para nós, tanto para os mais velhos quanto para os novos. Achei uma boa ideia para sermos mais cuidadosos e nos mantermos informados”. O estudante João Guilherme Costa Fernandes também considerou a palestra muito importante, “porque fiquei sabendo de coisas que não sabia sobre a higiene do meu corpo, tenho certeza que não foi só para mim, mas para outras pessoas também”.
“A palestra contribuiu muito para o meu cuidado pessoal, tenho me cuidado muito mais que antes”, disse a aluna Kaori Soarez Chávez. Mirela Moreno Urundão acrescentou que o tema a fez “compreender a importância da higiene pessoal, hoje tenho mais cuidado que antes, todos devemos nos cuidar”.

CREAS
No dia 14, o tema foi “Prevenção ao Suicídio e Valorização da Vida”, com a Psicóloga Maria Gerlânia Cavalcante e a Orientadora Geane Kéula Gonçalves Silva, ambas do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), de Guajará-Mirim. E dia 20, a palestra “Tô Grávida, e agora?”, com a Enfermeira do Campus Guajará-Mirim, Karita Santos da Mota.
Sobre o debate de valorização da vida, para o nono ano matutino, Joabe Ferreira Mercado afirmou que “representou para mim a valorização da vida e das amizades. Estas informações irão contribuir para meu desenvolvimento pessoal e social, pois, irei saber perceber quando um amigo ou parente precisar de ajuda e saber que temos com quem contar”.  Para Ederson Luiz Rodrigues, “esta palestra representou um grande incentivo à vida humana e uma luta contra o suicídio. Foi muito boa, de maneira que temos que tentar ajudar as pessoas depressivas e não atentar contra a própria vida”.
Segundo a Professora da Disciplina de Biologia, Mires do Nascimento Lima, “a atividade representou o conhecimento dos seres humanos tóxicos, como família, amigos etc. Mostrou que para solucionar algo, o importante é procurar ajuda, pois, falar é a melhor solução. Contribuiu com conhecimento de formas de prevenção e informações de local de apoio e atuação dos profissionais que atendem e telefone disponível para melhor apoio”.
Já sobre o tema gravidez, destinado ao nono ano matutino, Marly Nercado Joaquim explicou ter aprendido que uma gravidez não planejada pode atrapalhar sua vida, “foi super importante ter esses tipos de palestras para sabermos mais sobre a gravidez na adolescência”.    E para Edrijãn Lopes “ a palestra ‘Tô Grávida, e agora?’ representou muita coisa, afinal é sempre importante falar sobre esses assuntos e fazer vários alertas. Contribuiu muito para minha vida pessoal e social, porque antes dessas informações não sabia muito sobre o assunto. Foi muito bom”.
“O IV Edusaúde teve um grande diferencial em relação aos demais que foi Promover a integração do Instituto com a comunidade externa. Agradecemos a parceria das professoras do Campus Guajará-Mirim e do Centro de Referência Especializada de Assistência Social”, concluiu a Coordenadora do Projeto, Altina Maria Pereira de Souza.

Fonte: Assessoria

Veja também:

Últimas Notícias

© Copyright 2019 Jornal O Mamoré | All Right Reserved