A educação escolar indígena consta como uma das prioridades no plano de governo do Estado de Rondônia para o setor educacional e a prova maior é que em 119 escolas, localizadas em 14 municípios de Rondônia, 3,6 mil alunos de 54 povos indígenas se identificam melhor, mantêm a língua materna e, ao mesmo tempo, adquirem os saberes do terceiro milênio via satélite.
Com uma visão de futuro, a coordenadora Regional de Educação de Guajará-Mirim, Eunice de Oliveira promoveu, no último dia 30, o I Encontro Pedagógico de Professores de Escolas indígenas e que teve como objetivo prepará-los os profissionais da educação para o segundo semestre do ano letivo.
O encontro de professores de escolas indígenas foi organizado pela CRE/Guajará
Hoje, em Rondônia, quase todas as escolas indígenas com energia elétrica ganharão internet e deve facilitar a formação online e o ingresso no Diário Eletrônico da Seduc; além da implantação do ensino médio com mediação tecnológica em Guajará-Mirim, Nova Mamoré e seus distritos.
O encontro foi considerado importante ferramenta para que os professores das escolas indígenas possam apresentar mais conhecimento para os alunos e, desta forma, prepará-los para o ingresso nas universidades.

Fonte: Secom - Governo/RO

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem