10 de julho de 2019

Coluna Almanaque: ELEIÇÕES 2020: NOMES EM EVIDÊNCIA

Por Fábio Marques
Coluna Almanaque: ELEIÇÕES 2020: NOMES EM EVIDÊNCIA

Por Fábio Marques
A um ano das convenções que irão apontar os candidatos que vão disputar a corrida ao pleito eletivo municipal, alguns nomes já começam a despontar nos conscientes inconscientes da população. Na semana passada quem anunciou sua intenção de concorrer ao cargo de vereador neste certame foi o ex-policial civil José Nilton Dias, o Capixaba.
Aos 57 anos, trinta deles passados como agente policial, Capixaba chegou com seus pais e irmãos à Rondônia no longínquo 1977 para trabalhar no núcleo agrícola de Nova Mamoré, à época distrito de Guajará-Mirim e chamado apenas de Vila Nova. Ingressou na Polícia Civil em 1981 onde fez célebre atuação na repressão ao tráfico na fronteira e no combate à violência ao lado de agentes de renomes como o lendário João Pomba e o saudoso Félix Sabazão. Mas seu chamariz mesmo sempre foi o agronegócio. Possui uma fazenda na área rural da cidade e também já presidiu a Associação de Criadores do Vale do Mamoré, a qual deixou um legado de bons trabalhos em prol da entidade.
Em sintonia com a realidade municipal e com as reais necessidades da cidade, Capixaba pretende trabalhar políticas públicas voltadas para as melhorias na qualidade de vida de todos os cidadãos. De acordo com seu entender, isto envolve atuações no campo da geração de emprego, renda, turismo, indústrias, agronegócios e avanços na atenção à saúde, à educação e nas obras e serviços públicos.
Por se preocupar com os rumos da política em Guajará-Mirim, é que o pretenso candidato não se conforma com a atuação da maioria dos políticos hoje a frente da salvaguarda dos cidadãos. Acredita que está faltando seriedade para com os problemas da cidade. “Não é possível que uma cidade com problemas tão complexos se depare com alguns políticos sem respaldo e discursos fora do contexto da situação”, disse em tom de revolta.
Perplexo com o mosaico exposto é que Capixaba pretende lançar seu nome ao cargo de vereador e apresentar suas idéias e propostas. “Hoje a maioria dos nossos políticos não correspondem às expectativas da população. Estão muito a desejar. Pela falta de atuação política de alguns destes senhores ou habilidade para exercer o ofício da vereança, acabam perdendo a cidade e os cidadãos. A cidade merece ser olhada com mais respeito”, pontuou.
Capixaba terminou dizendo que é preciso encarar os problemas com coragem e gana de resolver. “Caso seja eleito, quero ajudar a cidade sem exigir nada em troca, a não ser o bem estar geral, o bem público, o bem da cidade”.
##########
Também se ventila na cidade a respeito de uma possível candidatura da professora Lucila Socorro à uma cadeira na Câmara Municipal. Secretária Municipal de Assistência Social da atual administração, Lucila tem prestado relevantes trabalhos nesta área. Possui também uma entidade sem fins lucrativos, a Associação Ser Mulher, que muito tem realizado pelas pessoas mais carentes. Faz parte do conjunto de mulheres que participam de forma ativa das lutas em prol das melhorias na cidade. A se confirmar sua pretensão e caso seja eleita para ocupar espaço na vida social e política municipal, Lucila poderá efetuar cobranças aos poderes pelos indignados, pelos roubados, pelos que não tem saúde, educação, avenidas e calçadas em condições de tráfego e pelos que estão cansados da mesmice no perverso sistema dos esquemas políticos.

Veja também:

Últimas Notícias

© Copyright 2019 Jornal O Mamoré | All Right Reserved