7 de junho de 2019

“Sempre fiz críticas ao prefeito não seria leviano ao não comparecer se não tivesse motivo”, diz vereador Mário Cézar sobre ausência na sessão de quarta

Mário Cézar explica ausência.
“Sempre fiz críticas ao prefeito não seria leviano ao não comparecer se não tivesse motivo”, diz vereador Mário Cézar sobre ausência na sessão de quarta

O vereador Mário Cézar de Carvalho (MDB) foi severamente criticado por alguns membros da Câmara Municipal de Guajará-Mirim, por não ter comparecido em uma sessão marcada para as 10h da última quarta-feira, 05, o não comparecimento do vereador gerou críticas que segundo ele, foram maldosas e desnecessárias.

De acordo com o vereador, no dia da sessão ele foi chamado para o comparecimento urgente na Prefeitura do município, a fim de prestar esclarecimentos sobre o processo nº 01511/11-TCE-RO com certidão de responsabilidade nº 00689/19/TCE-RO que se tratava sobre devolução de valores ao erário municipal em um processo referente a abril do ano de 2011.

Preocupado com a situação em que envolvia seu nome ele optou em ir a Prefeitura resolver a pendência tendo em vista que ele havia recebido informações anteriores que em sua ausência o suplente seria chamado.
Vereador Mário Cézar
Mário Cézar de Carvalho declarou que jamais irá de encontro ao povo, que sempre respeitou seus eleitores, e que por várias vezes fez críticas a administração do atual prefeito, e fez questão de dizer que em nenhum momento se furtaria de comparecer a sessão se não tivesse sido convocado à Prefeitura. *“Eu sempre respeitei meu povo, nunca faria nada para desagradar meus eleitores, sou um vereador que não me benefício de cargos na Prefeitura, por que quero ter liberdade de expressar minhas criticas e opiniões, ao contrario de alguns”*, disse o vereador ao ser questionado.
Mário disse que apesar dos problemas de saúde que enfrenta em raríssimos momentos se ausentou de sessões plenárias, comparecendo sempre que foi convocado.

Ele lembrou que ano passado foi um dos vereadores que mais fez crítica a administração municipal e desafiou qualquer um que diga que ele tem cargos na prefeitura de Guajará.

A sessão tinha como objetivo definir a situação do pedido de afastamento do prefeito Cicero Noronha (DEM) feito regimentalmente na última sessão ordinária da Casa de Leis pelo vereador Isaac Lucas Cândido, o Carrerinha, do DEM, mesmo partido do prefeito.

Mário ressaltou que aparentemente existe uma briga particular entre alguns vereadores e o prefeito, e que ele não compactua com esse tipo de manobra, que em nada beneficia a população.

A ausência de Mário não foi à única na sessão de quarta-feira que poderia votar o afastamento do prefeito, o vereador Augustinho Figueiredo também estava ausente e alegou problemas de saúde na família.

Por fim, Mário lamenta que pessoas infelizmente usem as redes sociais para criticar sem o menor conhecimento, e anunciou que estará presente na sessão da próxima segunda-feira e responderá à altura as críticas feitas a sua pessoa.

Fonte: Assessoria.

Veja também:

Últimas Notícias

© Copyright 2019 Jornal O Mamoré | All Right Reserved