abril 28, 2019

Vilhenense faz 2 a 1 no Galo, e conquista o XXIX Estadual de Futebol

Um fim de tarde sensacional no Portal da Amazônia, em Vilhena. A data 27 de abril, a bola correria pela última vez no XXIX Campeonato Estadual de Rondônia. Frente a frente o maior campeão do estado (Ji-Paraná FC), com 9 títulos e o novato (Vilhenense EC), segundo ano de participação.

Enquanto o mandante já entrou em campo campeão - bastava um empate -, já que no Biancão houvera ganho por UM a zero, ao Jipa interessava uma vitória por um gol, para levar a decisão aos pênaltis. 

Aqui duas observações: quem acompanha essas mal traçadas, lembra que escrevi antes da 1ª rodada - "o rondoniense nos últimos anos sempre tem um novato como campeão". A segunda observação diz respeito a escalação do Galo ontem.

Do jogo de ontem

Enquanto o Vilhenense entrou ligado em 220 V o Jipa abaixo de 110 V. Enquanto o Vilhenense entrava em campo com sua força máxima, incluindo Ariel (carrasco do jipa) e Gil (o paredão), o Jipa publicou uma escalação e, mandou outra a campo (Imprensa Esportiva adorou).

Foi a primeira vez visto no estadual de futebol, a escalação fake news por parte do Galo da BR (até que funcionou), mas sem o Morosini ninguém entendeu nada. O caminho do gol do Ariel foi justamente pelo lado do "novato", Ariel na raça na coragem pegou um zagueiro "friozinho" e fez aos 4'.

Era o 1-0 para o Vilhenense, e dois no agregado.

Ainda no primeiro tempo o Galo teve chances de empatar, e sem exagero virar o jogo. Uma com Charlhinho em que o Gil começou a obrar milagres, e outra através de uma penalidade desperdiçada por Cabixi no finzinho do 1º tempo.

Para o segundo tempo, as duas equipes voltaram a equilibrar as tensões, e voltaram nos 220 V se o Vilhenense que fez o gol cedo demais e recuou, coube ao Jipa aumentar seu potencial. 

O Vilhenense quase faz o mesmo do início do jogo, também no segundo tempo. Dessa vez com Xavão - sei não aquela bola no pé do Ariel teria ido às redes do Rocha -, sem criticar ao velho Xavão um dos heróis do Leão.

Dai pra frente tome Galo - e nada de Morosini, nem o Waltman, ainda bem que apareceu um canhoto por lá bom de bola que só -, aos 12' o Vilhenense perde o volante Nick, expulso.

Aos 16' numa bola que raspou a cabeça do zagueiro Pablo, esta desceu e São Gil pegou em "cima" da linha de meta. Dúvidas que sem o VAR seria impossível dissipar, mas a Márcia correu com convicção para o meio do campo e o Jonathan Antero confirmou o gol para o Galo da BR. Era o 1 a 1, esperança para o Jipa, e ainda dava para o Vilhenense.

Desta confusão teve a expulsão de Tiago Batizoco técnico do Vilhenense e, o futebol ficou feio (mais ainda), o Jipa só com bolas alçadas, sem tentar uma tabela, o famoso um dois e, o Vilhenense com ligação direta tentando encontrar um Tukinha e, ou Cartilagem para fechar o resultado com vitória.

O árbitro ainda "inventou" mais 15 min de jogo - ou seja, um segundo tempo de 60 min - no total de 195 min - ou melhor em 3h e 15min o Galo não reverteu a situação.

Parabéns Vilhenense Esportivo Clube, pelo visto em relação a presença de público já conquistou a torcida de teu (quase) homônimo famoso. 

Tens agora, Copa do Brasil de 2020, a primeira estrela oficial e a Série D.
(Vilhenense EC, campeão estadual-2019 foto: divulgação)



Tecnologia do Blogger.

Comments System

blogger,facebook,disqus=maxgazine

Nas Redes Sociais

In-Feed Ads

In-Feed Ads

Recent Comments

Recent Posts

693544-2208

Av. Dom Pedro I, ao lado da Lotérica - Centro - Nova Mamoré-RO

Euclides Maciel

Facebook

Popular Posts

Avisos

Boa Tarde..

Passando para a avisar que as inscrições do vestibular 2014 termina neste sábado.
As 12:00 horas!!

Estudar é polir a pedra preciosa; cultivando o espírito, purificamo-lo.
Confúcio



- Doranilda Silva