4 de fevereiro de 2019

Coluna Almanaque: HASTA CUANDO?

Por Fábio Marques
Coluna Almanaque: HASTA CUANDO?

Por Fábio Marques
Quando as máfias adquirem poderes na vida política, todos os crimes possíveis passam a depender de decisões à nível de governo. Hoje nossa cidade está passando por um período perverso e sob domínios .... e de puxa-sacos, aonde as más intenções se escondem atrás de atitudes nojentas e nocivas. E estas pessoas sem escrúpulos não se deterão diante de nada porque o dinheiro tornou-se o seu único valor vital. Quando se tem dinheiro nesta cidade, independente de quem seja e da origem do dinheiro, qualquer pessoa se torna “gente de bem”.
##########
A chorumela editorial acima é um aviso para os leitores a respeito de uma possessão que se instalou na cidade e está tocando os negócios públicos como se lidasse com súditos e lacaios e não com cidadãos. E isto meus amigos, é só a ponta de um colosso iceberg. A verdade é que o descalabro se banalizou e a lambança no âmbito municipal chegou a tal ponto que as pessoas que poderiam fazer alguma coisa não estão nem aí. Da nossa imprensa falada não podemos fazer cobranças, pois é sabido que a maioria dos radialistas há muito tempo estão sob efeito da ocultação da verdade por cegueira de aluguel. Caberia então apelar para o MP.
 ##########
Sou muito grato por não ter nascido em berço de ouro. De meu pai herdei apenas um grande patrimônio de caráter. Por isso é com tristeza que hoje escuto falar de antigos amigos de infância e adolescência que após anos e anos de batalha e estudo, acabaram cooptados pelo sistema e viraram ímprobos e réprobos “non-compos-mentis” adeptos de esquemas onde todos se enganam e enganam todos numa “naice”.
##########
Hoje minha vida pessoal está passando por uma devassa por parte de uma falange que deseja acabar comigo por conta das denúncias que publico na Coluna, das verdades expostas, da minha batalha contra a corrupção e os desmandos. No entanto, nada deverá me deter, pois a verdade é meu escudo e minha honradez a minha espada. Que venham os corruptos, os traquinos, os ladrões da coisa pública, os pilantras que fazem negócios escusos na calada da noite. Podem vir para o campo de batalha. O duelo está apenas no começo. Este duelo não vai ser apenas a batalha do bem contra o mal. Vai ser também o combate da verdade contra a mentira que se encrava no âmago e no caráter dos canalhas. Estou com a Justiça e não tenho medo nem receios de ameaças, chantagens e armações. E vou continuar fazendo meu trabalho em prol da decência, da ética e da responsabilidade no trato com aquilo que é público.
Apoio Cultural: 
 

Veja também:

Últimas Notícias

© Copyright 2019 Jornal O Mamoré | All Right Reserved