Por Rita Pontes
Nesta caminhada de convívio com os amigos de patas,  nossos cachorrinhos, há  um mundo de descobertas pelas  quais agradeço a Deus por ter nos colocado neste caminho.
 Descobri o verdadeiro olhar da gratidão,  sentimentos sem hipocrisias,  sem preocupação em agradar por ter algo perfeito e conveniente em mim para oferecer. Conheci um amor diferente, amar pelo simples fato de  amar. Não preciso ter unhas bem feitas,  estar bem vestida, cheirar bem , usar roupas de marca, ser viajada, falar difícil ou ter dinheiro no bolso, apenas preciso trocar carinho,  trocar olhares sinceros e puros, fazer um chamego na orelha, manifestar, desinteressadamente,  o meu amor. 
Eles não se importarão se estarei descabelada,  se estarei com um furo na blusa debaixo do “sovaco”. Eles me demonstraram e me fizeram aprender como é simples amar. O amor não exige regras, não tem conceitos e parâmetros, apenas acontece espontâneamente e verificar a existência do amor neste convívio é  bem fácil, pois no olhar  que, num passado recente foi ignorado, identificamos respeito, sentimos o bem querer, a admiração que eles  não conseguem e nem querem   esconder e a profunda gratidão, esta tão difícil de se perceber nos dias atuais  na nossa mesma espécie.  
Lembro que no início,  muitos diziam:” Por que não ajudar crianças carentes?”
O corriqueiro julgamento com a mão ou língua pesada de alguns que, talvez, não entendam o sentido real da palavra amor ao próximo. A estes, a minha resposta do fundo do coração  sempre foi: “ Fique a vontade, neste mundo há muito por fazer, tudo está carente de amor e é extremamente importante que cada um  faça a sua parte, de acordo com o seu dom”.
 Todos Unidos, cada um fazendo um pouquinho , colocando e dedicando amor a tudo o que Deus criou, com certeza teremos e deixaremos um mundo melhor. 
Faça a sua parte! Não importa  qual criação divina você irá escolher para se dedicar. O mundo está carente de AMOR, SINCERIDADE, HONESTIDADE,  GRATIDÃO e RESPEITO . 
Apesar das dificuldades, estou satisfeita com o que escolhi. Nada melhor do que descobrir gestos inesperados de amor e gratidão  sem interesse, todos os dias. 
Respira? Divide o mesmo ar que eu? É obra do Criador? Com certeza, Deus ama infinitamente e sou grata a Ele por me permitir  viver esse sentimento puro, real, sem hipocrisias, tranquilo, alegre, sem ligação material ou estética, sem interesses, com os seres de quatro patas. Deus é bom e chama cada um conforme o seu dom. 
Para aqueles que ainda  questionam sobre ajudar uma criança, um idoso ou um animalzinho, deixo a pergunta: 
O que você fez para que o mundo fosse melhor e mais colorido de amor hoje e ontem? E o que fará  amanhã? Mãos a obra, todos têm um dom, um chamado para fazer o bem e se sentir bem. 
Comece a praticar o amor que está reservado dentro de você. Só assim inibirá o pesado julgamento que ferve em seu coração e é refletido em suas palavras impensadas. 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem