O Projeto de Extensão “Sustentabilidade e Saúde nas Comunidades Tradicionais” levou ações para o Distrito de Surpresa, ligado ao município de Guajará-Mirim, conforme proposição do IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), Campus Guajará-Mirim.
Realizado no mês de outubro, os participantes envolvidos no Projeto de Extensão foram pessoas de várias faixas etárias da comunidade do Distrito de Surpresa, e os discentes da Licenciatura em Ciências. A ação desenvolveu orientações de conscientização e capacitação sobre saúde e sustentabilidade para comunidades tradicionais do Vale dos Rios Mamoré e Guaporé.
A estudante extensionista, Suellem Patrícia de Oliveira, descreve a experiência da seguinte forma: “nosso projeto foi bom, pois lá no Distrito de Surpresa eles necessitam de informação. As nossas informações são de fundamental importância. O foco fundamental do nosso projeto foi o de aprender com eles, trazer informações sobre seus conhecimentos para depois voltamos com respostas”.
Cerca de 15 pessoas estiveram envolvidas no projeto. O projeto contou com apoio da Receita Federal e do ICMbio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) do município de Guajará-Mirim.
 “O projeto foi desenvolvido na escola estadual do Distrito Surpresa, onde na segunda-feira à noite fizemos duas palestras sobre plantas medicinais mais conhecidas do distrito e também falamos como eles poderiam utilizar a escama do pirarucu, pois é um material que eles têm em abundância e não sabem aproveitar para ganhar dinheiro. Na terça fizemos uma oficina relacionada com doenças sexualmente transmissíveis, fizemos uma palestra sobre sexualidade e foram realizados testes rápidos”, explica o Professor André Menezes.

Fonte: Assessoria

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem