6 de dezembro de 2017

Polícia incinera mais de 16 kg de drogas em Guajará-Mirim - Vídeo

Foi a primeira incineração de drogas no de 2017 realizado pela Polícia Civil
Polícia incinera mais de 16 kg de drogas em Guajará-Mirim - Vídeo

 Titular da 1ª Delegacia, delegado Lawrence, durante incineração 
Aproximadamente 16 quilos de drogas foram incineradas nesta quarta-feira, 06, pela Polícia Civil de Guajará-Mirim. O material foi destruído em uma cerâmica, no bairro Santo Antônio. Por medida de segurança, a Justiça autorizou a destruição do entorpecente que estava guardado na Polícia Civil.  Algumas amostragens são guardadas caso seja necessário pela Justiça.
Segundo a 1ª Delegacia de Polícia Civil, foram queimados mais de 10 kg de cocaína, mais de 2 kg de maconha, apreendidos em ações policiais entre os anos de 1990 e 2016, a maioria em média do ano de 2000 a 2016. A Delegacia Especializada em Crimes Contra a Criança e o Adolescente de Guajará-Mirim foram incineradas 2.624,00g de drogas. Somando as duas Delegacias aproximadamente 16 quilos. Toda a substância entorpecente foi novamente conferida, após análise incinerada.
De acordo com o delegado responsável pela incineração, Lawrence Lachi, os entorpecentes foram apreendidos em ações da Polícia Civil e Polícia Militar em Guajará-Mirim. “A quantidade de drogas incineradas se deve ao trabalho de investigação desenvolvidos pelos policiais civis e militares, e que somente após a liberação da Justiça é que podemos destruir a droga. Somente neste ano de 2017, já aumentou o número de apreensões de ilícitos feitas no ano de 2016, passando de 30 kg, que deverão ser incineradas no início do próximo ano, de acordo com a Justiça”, destacou o titular da 1ª Delegacia de Polícia Civil, Lawrence, que também esteve presente durante a combustão do material, acompanhado da delegada Márcia Maria Krause Romero, da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Criança e o Adolescente.
Estiveram acompanhando a incineração de drogas: policiais civis, imprensa, representantes do Departamento Municipal de Vigilância Sanitária e da Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
Assista ao vídeo da matéria 
Fonte: O MAMORÉ

Veja também:

Últimas Notícias

© Copyright 2019 Jornal O Mamoré | All Right Reserved