A Câmara de Guajará-Mirim (RO) aprovou, durante votação nesta quinta-feira (31), o parecer dado pelo Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE-RO) que reprovou as contas de 2015 do ex-prefeito Dúlcio da Silva Mendes. O resultado da votação foi de dois votos contrários e nove favoráveis.
Procurado pela reportagem do jornal e site O Mamoré, o ex-prefeito informou que houve justificativas para que ocorresse o aumento da folha de pagamento que atingiu em torno de 64%, citando a enchente de 2014, onde necessitou atender os munícipes, Nova Mamoré e região, ativar a Defesa Civil, a Operação da Polícia Federal tardou o desenvolvimento de projetos, problemas como estes foram destacados pelo ex prefeito. Confirmou ter sido notificado sobre a votação para que pudesse se manifestar, apresentando um relatório com suas justificativas, mas não compareceu a sessão ordinária. O voto contrário foi do vereador Raimundo Barroso (PMN) e Gilmar Oro Nao (PMDB). A reportagem também entrou em contato com o vereador Barroso para explicar sua decisão durante a votação.
Segundo a avaliação do TCE-RO, foi constatado o índice da folha além do permitido. 
 Confira a reportagem sobre o tema:
Fonte: O MAMORÉ
Vídeo - entrevista: Ronie Von Barros

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem