Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 25 de julho de 2019

Tiro acidental: Tio mata sobrinho indígena de 08 anos

O tio, um adolescente de 14 anos, disse que o tiro foi acidental, durante uma brincadeira entre os dois.
CONTINUA LOGO DEPOIS DA PUBLICIDADE


O corpo foi removido por uma embarcação até a área urbana, quando a PM teve conhecimento dos fatos
Um disparo 'acidental' de espingarda atingiu uma criança indígena de 08 anos de idade, na Aldeia Sotero, durante a manhã desta quarta-feira, zona rural do município de Guajará-Mirim/RO.
A informação chegou a Central de Operações da Polícia Militar informando que o corpo de uma criança chegou no Porto do SENAG, localizado no bairro Triângulo, durante a madrugada desta quinta-feira, 25. No local os policiais depararam com uma embarcação onde estava a vítima, a criança Luan Massaca, de 08 anos, com um disparo no peito. O corpo da criança foi encaminhado ao necrotério do Hospital Regional Perpétuo Socorro.
O tio da criança, um adolescente indígena de 14 anos, relatou a delegada Cheila Mara Bertoglio os fatos. Segundo informações levantadas pela reportagem do jornal e site O Mamoré, o adolescente encontrava-se com o menor no sítio denominado Jorge Melo, e por volta de 08hs convidou o sobrinho para caçar, não sendo esta a primeira vez. Ele disse que chegaram a se perder no caminho de volta. Com a espingarda calibre 22, que pertence ao seu irmão, pai da criança, retornavam para a casa, quando a criança teria dito que o mesmo não tinha coragem de atirar nele. O tio então teria puxado a agulha fora da bala e acreditando que não iria disparar, efetuou o disparo que atingiu o peito a 'queima roupa' contra o sobrinho. O tio retornou sozinho para casa, pegou uma canoa para transportar o corpo do sobrinho que já estava sem os sinais vitais, aguardou o pai da criança retornar ao sítio para então seguirem até a Aldeia Sotero, que fica afastada aproximadamente 3 horas. Na aldeia comunicaram o fatos, seguindo até a cidade. O adolescente afirmou que não teve a intenção de matar o sobrinho e que esta não era a primeira vez que realizava esse tipo de brincadeira com arma.  Pelo ato infracional análogo ao crime de homicídio culposo, previsto no artigo 121, §3º, do Código Penal, o adolescente responderá pela gravidade. Ainda na manhã de quinta-feira, o adolescente foi encaminhado para o prédio da Promotoria Pública, para que outras providências fossem tomadas, já que trata-se de indígenas.
Fonte: O MAMORÉ.

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: