Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 5 de abril de 2019

Coluna Almanaque: HITLER E BOLSONARO, MALDITAS COINCIDÊNCIAS

Por Fábio Marques
CONTINUA LOGO DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por Fábio Marques

O presidente Messias Bolsonaro resolveu celebrar com um tétrico revival o obscuro regime militar e festejou com discursos e foguetes o dia 31 de março, data em que se instalou e perdurou por vinte anos desde 1964 a odienta ditadura no Brasil e que, ao que parece, está voltando os poucos, através dos delírios de um louco varrido. Após a eleição deste cidadão para a condução do Palácio do Planalto, a teoria do grotesco procura se encaixar de forma perfeita no dia-a-dia do dia a dia.
Hoje existe o temor por parte de quem ainda entende alguma coisa neste cafundó chamado Brasil de que entremos num tempo ainda mais bárbaro e violento do que o regime nazista de Adolf Hitler, tamanho o incentivo à arrogância militar do desgoverno Bolsonaro. Será este cidadão um novo Hitler? As semelhanças são evidentes. Querem exemplos? Todas as honrarias aos milicos; o desvio do dinheiro público para as forças armadas; o incentivo para que se vigie a vida dos vizinhos e denunciá-los ao governo qualquer suspeita de ranços contrários ao sistema; o orgulho das conquistas do Exército; a tentativa de desqualificar a imprensa; as ameaças contra os que se atrevem a protestar; o culto à imagem por conta de idiotas úteis quase que à maneira do Terceiro Reich; as mentiras em forma de discursos arrogantes; a idolatria xiita aos símbolos cívicos; a mística militar acima de tudo; a atmosfera de terror e medo que hoje se relega aos intelectuais.
Na história geral podemos encontrar a odisséia de homens que fizeram seus nomes e deixaram para estudos tanto seus caracteres como seus poderes de sedução sobre os demais cidadãos. Temos Átila, o huno, Genghis Khan, Napoleão, Hiltler. Todos líderes e guerreiros. O problema é que todos tinham a mente doentia e o caráter perverso muito além da normalidade psíquica. Portanto, desconfiem de mentes vingativas, obsessivas, maníacas, pois estas são mais fáceis de prejudicar a massa de manobra quando se achegam ao poder. Estes escrotos têm um poder de sedução fora do comum. Quando ricos, são chamados de excêntricos, pois tem todo o direito de serem malucos. E os obsessivos como é o caso deste simplório ferrabrás que hoje preside o País, são capazes de irem até o limite para alcançar seus mais nefastos e odiosos objetivos.
##########
Pessoas que não aceitam críticas ao desgoverno Bolsonaro, à total falta de argumentos, logo mandam os críticos para Cuba. Tenho amigos que moraram em Cuba fazendo medicina e de acordo com seus relatos, a ilha do Doutor Castro possui o melhor curso de medicina do planeta. O esporte e outras atividades que promovem a saúde é prioridade em Cuba. Em Cuba considera-se como crime não trabalhar. No Brasil falta emprego e as pessoas para não caírem nas amarras do crime, tem que se rebolar no mercado informal, enquanto o restante no aguardo de qualquer coisa é tido pela elite burguesa como vagabundos. Uma injustiça, já que não há mercado de trabalho. Em Cuba não se incentiva ninguém a ter mais de vinte imóveis enquanto uma família no Brasil tem que se abrigar debaixo de viadutos. Das milhões de pessoas analfabetas mundo afora, nenhuma é cubana. Dos milhões de desempregados mundo afora, nenhum é cubano. E Cuba ainda possui os melhores atletas olímpicos da América Latina.
Apoio Cultural:


Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: