Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 8 de fevereiro de 2019

Coluna Almanaque: DE VOLTA AO BATENTE

Por Fábio Marques
CONTINUA LOGO DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por Fábio Marques
Após as férias de janeiro, retornei à atuação laboral nesta quarta-feira, 06 de fevereiro, ocasião em que recebi as boas vindas dos colegas que trabalham comigo na Câmara e contribuem de alguma forma com seus ofícios para que esta cidade não possa ficar tão parada no tempo por conta da letargia que ocorre no Poder Executivo. Nestas férias viajei de rodagem Brasil adentro cortando todas as cidades do Estado. Uma coisa pude constatar: Guajará-Mirim está cada vez mais atrasada em relação a todas as cidades à margem da Rodovia 364. Desde Candeias até Vilhena, todas superam nossa cidade em tudo o que se possa imaginar em níveis de progresso e desenvolvimento. Pior: os danos causados à Guajará-Mirim pela atual gestão municipal só propaga ainda mais em forma de profecia o apocalipse prestes a devastar a ex Cidade Pérola a qualquer instante.
##########
Estive em Goiânia e Anápolis. Cidade industrial, Anápolis concentra fábricas de tecidos, confecções, cervejas de marcas famosas e automóveis importados. É aclamada como a Manchester do Cerrado. Cidade limpa, organizada e de clima muito agradável. Já Goiânia é uma das raras metrópoles que pode equilibrar defeitos e qualidades. Não tem para São Paulo, Rio de Janeiro, Maceió, Recife ou Fortaleza. Goiânia é tão bonita como estas cidades. O que difere Goiânia é que a exemplo de São Paulo, também não possui um oceano a banhar-lhe os costados. Para compensar, a capital do Cerrado possui um estado de espírito que tem levado pessoas a viajar ou turistar por lá. Uma cidade sem frescuras e nos trinques que acolhe com muito carinho e capricho todos os que a procuram.
##########
À falta de assuntos triviais, mas que também importam e que, sabe-se lá porquê, não figuram na agenda de notícias dos programas do rádio, o que tem rolado por aqui é só o aumento da violência a cada dia que passa. Nada contrário à falta de notícias políticas. De fato é de preocupar nos últimos tempos o perigo que nos tem cercado. As ameaças são constantes e aos poucos a síndrome do pânico parece estar tomando de conta dos cidadãos. Para aqueles que tem fé resta ainda o consolo de suas crenças. Consolo este que se não apresenta solução para o problema, ao menos alivia, já que esperar pela proteção dos órgãos e aparatos de segurança é uma ilusão, uma vez que estes não tem trazido a paz de espírito que todos almejam.
##########
Hoje a violência campeia por conta da falta de emprego e melhorias de vida para aqueles que se encontram sem rumo ou perspectivas. Aí nossos radialistas donos da verdade arrotam em seus programas que os marginais têm mais é que mofarem nas cadeias. A instituição cadeia é outra aberração que não tem mais cabimento. As cadeias públicas nada mais são do que institutos de preparo e evolução do crime. Nas cadeias os marginais entram como primários na escola criminal e acabam saindo com mestrado na matéria. Ou seja, acabam voltando piores do que quando entraram.
##########
Então não há o que discutir. Sem emprego, saúde, educação, perspectivas de melhorias para si e para a família e justiça social para todos, a tendência é que os índices de violência aumentem ainda mais.
##########
Por hoje é só. Um ótimo final de semana!

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: