Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 26 de dezembro de 2018

Projeto qualifica jovens da aldeia Lage Velha na área de informática

Instalado um laboratório de informática com 12 computadores novos, havendo ainda a previsão de instalação de internet.
CONTINUA LOGO DEPOIS DA PUBLICIDADE


Projeto qualifica jovens da aldeia Lage Velha na área de informática
Um projeto desenvolvido no IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia), Campus Guajará-Mirim, está qualificando a comunidade indígena para o uso de computadores. Na aldeia Lage Velha, localizada entre os municípios de Nova Mamoré e Guajará-Mirim, como ação de compensação pela instalação da usina, foi instalado um laboratório de informática com 12 computadores novos, havendo ainda a previsão de instalação de internet. No projeto do IFRO foram ofertadas aulas sobre introdução aos componentes básicos de um computador e os principais sistemas operacionais.
O projeto de extensão envolveu estudantes do Curso Técnico em Manutenção e Suporte em Informática e teve como público os jovens com idade entre 12 e 17 anos residentes na Aldeia Lage Velha.
 Realizado entre os meses de outubro e novembro, o projeto tinha como principal objetivo atender a necessidade da comunidade e proporcionar aos estudantes do Campus Guajará-Mirim a aplicação dos conhecimentos adquiridos em sua formação como técnicos em Manutenção e Suporte em Informática.
Segundo o Coordenador do Curso Técnico em Manutenção e Suporte em Informática, Ivson Monteiro, a ação realizada proporcionou bons resultados aos estudantes em seu percurso de formação. “O interesse que os estudantes tinham em aprender nos motivava a superar qualquer dificuldade ou imprevisto durante o período de execução do projeto. Devido às chuvas nesse período do ano, faltou energia na aldeia e apesar desse obstáculo todos os alunos compareceram às aulas, e com algumas adaptações o projeto foi finalizado com êxito”, afirmou o docente.
Com duração de 45 dias, tendo envolvido estudantes colaboradores e atividades extraclasses com todos os estudantes do terceiro ano vespertino para realização das atividades do projeto. “Foi uma das melhores experiências que tive no Instituto Federal. Poder compartilhar com eles um pouco do que aprendi nesses três anos que estou na instituição foi muito gratificante. Eu me surpreendi com a vontade deles de aprender. Eles são muito inteligentes e aprendi muito com eles. Provavelmente não estarei na continuidade de projeto no ano que vem, mas sei que a semente foi plantada, porque eu sei que esse projeto trouxe a eles novos conhecimentos”, garantiu o estudante Igor Gusmão da Silva. 


Fonte: Assessoria

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: