Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 9 de outubro de 2018

Como aumentar a vida útil da bateria do carro

Quanto mais você rodar com ele, melhor. Veja alguns 'pecados' que afetam o funcionamento.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por Denis Marum 
É difícil achar alguém que já não tenha ficado sem carga na bateria. De forma bem simples, vou dar algumas dicas para manter a sua sempre pronta para uso.
Mas quanto tempo uma bateria pode durar? Para quem usa pouco o carro, 2 anos. Para aquele que roda bastante, ela pode passar dos 4 anos - lembre-se: carro quem anda mais prolonga a vida da bateria. 
O voltímetro pode identificar uma bateria descarregada, mas não é suficiente para condená-la
Veja mais dicas:
1) Tem que andar!
Muita gente acha que funcionar o carro de vez em quando é suficiente, só que não!
Quando a bateria fica imóvel por muito tempo (mais de 3 meses), o ácido da solução que está entre as placas se acumula no fundo da bateria e corrói as placas de chumbo. Por isso, é preciso movimentá-la para manter a solução homogênea. Em carro que anda muito a bateria dura mais.
Você deve estar pensando: se a bateria estiver mais de 6 meses parada na loja vou comprar uma bateria nova com sua capacidade de carga diminuída? É bem possível.
Se o carro ficar parado por muito tempo, a bateria vai descarregar... Acontece o processo conhecido como sulfatação, que diminui sensivelmente a vida da peça. É assim: o sulfato de chumbo que se forma através de cristais diminui a área útil das placas, limitando a capacidade de carga.
Então, toda vez que seus bornes apresentarem uma tensão abaixo de 12,30 V a bateria deve ser recarregada.

2) Risco para motor de partida
O motor de partida ou de arranque é um motor elétrico de características especificas: alto torque por pouco tempo.
Se levar mais de 3 segundos para seu carro pegar, seu motor de partida corre o risco de queimar. Então, não é bom passar da terceira tentativa.

3) Boa e barata? Difícil
Bateria boa depende da pureza dos materiais empregados. Não se iluda com propagandas com modelos bonitas ou algum famoso do mundo automobilístico: é difícil achar uma bateria boa e barata.
Lembre-se dos cuidados acima. Afinal, bateria sem qualidade pode custar um motor de partida.

4) Recondicionada vale?
Bateria recondicionada não é um bom negócio, assim como dar carga rápida é um procedimento não recomendado pelos fabricantes.
E não vá atrás de receitas caseiras para recuperar sua bateria: os riscos de acidentes são muito grandes. A manipulação e manutenção devem ser feitas por pessoa especializada.

5) Só voltímetro não basta
O voltímetro pode identificar uma bateria descarregada, mas não é suficiente para condená-la.
Como disse, o motor de partida consome alta amperagem por curto espaço de tempo. Portanto, apenas medir a voltagem instantânea não é suficiente para condenar uma bateria. É preciso carregá-la e depois utilizar um aparelho específico para medir a descarga: o "analisador de baterias".

Saiba mais
Afinal, o que é uma bateria? São várias pilhas ligadas em série dentro de uma carcaça plástica que transforma energia química em energia elétrica.
Hoje falamos do modelo de placas imersas. São pares de placas de chumbo imersas ("flooded") em uma solução (de água mais ácido sulfúrico) que tem por objetivo armazenar energia para dar partida no carro.
Sim, ela também mantém todo o circuito elétrico do carro, mas a função principal é dar a partida.
Através de uma reação química essa solução ácida fica alternando entre óxido de chumbo (carregada) e sulfato de chumbo (descarregada). Esse processo ocorre através do recebimento de energia elétrica produzida pelo alternador do carro.
Existem tipos de bateria, cujo os cuidados são diferentes do que indiquei aqui. Em breve vamos conversar sobre as famosas baterias de lítio.
Até a próxima!

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: