Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 21 de setembro de 2018

O que é o patriarcado e como ele afeta homens e mulheres?

Por Joelma Gomes Rabelo
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



patriarcado pode ser e ainda é considerado, por alguns estudiosos do ramo, o alicerce da sociedade contemporânea. O patriarcado é uma autoridade imposta pelo homem, que os colocam acima das mulheres em ambiente domiciliar e em todas as outras organizações sociais, como: legislação, política, cultura, etc. O papel da mulher socialmente, ainda é tido como inferior ao dos homens em muitos os quesitos, seja economicamente, profissionalmente, fisicamente e emocionalmente.
Para esse tipo de sistema social, como a política, os homens são considerados os centro da atenção, pois se destacam em diversos pontos, sempre esbanjando força, inteligência, competência e resistência. Com facilidade encontramos na internet críticas ao posicionamento do movimento feminista. As justificativas, para tais críticas são as piores possíveis em relação à luta pelos direitos iguais, “Mulher quer direitos iguais, então vai carregar um saco de cimento ou objetos pesados” ou “Não quer sofrer abuso, coloca um vestido mais longo.”
Esses grandes atrasos intelectuais geram problemas sociais gravíssimos e desigualdades gigantescas na vida de milhares mulheres que ocupam o globo. Expressões como “sexo frágil” ou “a mulher veio da costela do homem” são declarações machistas reproduzidas ano após ano que continuam deixando o patriarcado reinar na sociedade contemporânea e diminuem a figura da mulher, colocando os homens como donos do poder e da dominação.
As leis de proteção à mulher são fracas e também ajudam a piorar a imagem de “mulher é frágil e precisa de proteção”, legitimando o machismo estrutural da sociedade.
Os homens findam exercendo opressão sobre as mulheres mesmo sem saber, pois a partir do momento em que nascem já são colocados papeis importantíssimos na sua vida. Um exemplo disso é a questão do homem brincar com objetos que simulam profissões importantes e que exigem força, enquanto as mulheres são ensinadas desde sempre que sua função é única e exclusivamente criar bebês, cozinhar e cuidar da casa.
Existem dezenas de situações que colocam os homens como seres superiores às mulheres e essas rotinas que muitas vezes passam despercebidas configuram o conhecido PATRIARCADO INSTITUCIONAL.
patriarcado também é muito severo com homens que escolhem não seguir a postura tradicional “masculina” dada pela sociedade. Alguns exemplos disso são homens que têm preferências ditas “femininas” e, por esse motivo, ridicularizadas e julgadas inferiores, como homens que não gostam de futebol, que preferem ficar em casa cuidando dos filhos ao invés de trabalhar, que são vaidosos e cuidam da aparência. Esses exemplos ilustram as posturas que não são toleradas pelo patriarcado, pois o homem nasceu –na visão machista- para produzir, reproduzir, ser o “macho alfa” da casa e ser economicamente responsável pela família.
patriarcado MATA de todas as formas, e tem matado todos os dias, julgando de maneira errada as atitudes das mulheres que andam sozinhas à noite e são estupradas, ele julga as mães que deixam seus filhos em casa e seguem a carreira profissional, ele menospreza o trabalho intelectual de muitas mulheres, coloca os homens como juízes sociais e líderes intocáveis. Ele está em todo lugar, em todos os setores, em todos os momentos. Sim, nós precisamos falar sobre o patriarcado. Sim, nós precisamos repensar o patriarcado. Hoje e todos os dias, pois o ser humano não está aplicando o “Amar o próximo como a ti mesmo”, e o abismo que a sociedade está entrando é infinito.
Fonte: www.msn.com/pt-br/ Colaboradora: Joelma Gomes Rabelo (Bacharel em Direito).

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: