Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 31 de julho de 2018

Coluna do SIMPI

Simpi, ATN e MICROSOFT firmam parceria para cursos on-line gratuitos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Fake News e suas implicações
           “Fake News” consiste na distribuição deliberada de informações falsas, frequentemente fabricadas sob disfarce de notícias jornalísticas sensacionalistas, com a finalidade de não só de chamar a atenção ou fazer sátira humorística, mas, também, provocar desinformação, ou seja, enganar, manipular e tumultuar a opinião pública para induzi-la em erro, gerando danos de diversos graus, desde pequenos constrangimentos até um eventual pânico generalizado. Embora seja um fenômeno antigo e conhecido nos meios de comunicações convencionais, o processo de difusão de boatos ganhou ainda mais alcance e intensidade com o advento da internet, através das redes sociais como o Facebook, Twitter e WhatsApp, uma vez que os usuários deixam de ser apenas consumidores dessas inverdades, mas, também, passam a ser potenciais disseminadores delas. “Isso é motivo de grande preocupação, especialmente quando são lançadas em períodos críticos, como nas eleições, haja vista o que se sucedeu durante a última campanha presidencial norte-americana”, explica Eugênio Bucci, professor-titular da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP).
O especialista recomenda aos usuários que analisem, de forma crítica, as notícias que recebem, compartilhando somente aquelas em que haja absoluta certeza de sua veracidade, principalmente quando atingem a reputação de pessoas, de empresas e, até mesmo, de governos. “Esperem alguns dias antes de replicarem manchetes excessivamente chamativas, desconfiando daquelas que se parecerem por demais inacreditáveis e inverossímeis, além de verificar se há evidências concretas sobre fatos relatados, se a fonte goza de credibilidade e se, principalmente, a mesma história foi publicada por outros veículos confiáveis na mídia”, orienta Bucci.

Análise: desempenho da economia em 2018
            Para entendermos o desempenho da economia de 2018, é preciso relembrar as expectativas que estavam sendo criadas em 2017: com a aprovação de algumas reformas no ano passado, como a Trabalhista, a Emenda Constitucional do teto de gastos públicos e um ambiente externo favorável, criou-se a expectativa de que esse ano seria bem melhor para a economia brasileira. “De fato, o desempenho do 1º trimestre confirmou essa tendência, mas 2 grandes episódios no fim do 1º semestre mudaram radicalmente esse cenário: a paralisação dos caminhoneiros e a forte disparada da cotação do dólar”, afirma o professor-doutor Simão Davi Silber, da Universidade de São Paulo (USP) e especialista em Economia Internacional. Segundo ele, até o mês de maio, as projeções do desempenho da economia eram de 3%. Essa expectativa, contudo, já caiu para 1,5%, muito em função dessas turbulências. “Portanto, teremos um 2018 muito parecido com 2017, ou seja, com crescimento próximo ao 1%, número esse que é bastante modesto, para um país que enfrentou uma profunda recessão em 2015-2016”, diz o docente.
Silber também afirma que o mercado financeiro está muito cético em relação ao futuro brasileiro, porque, até agora, nenhum candidato à presidência se comprometeu com reformas estruturais sólidas, fato esse que, de certo, também irá comprometer o desempenho do 2º semestre. “Ainda há a esperança de um desempenho melhor a partir de 2019, mas tudo isso vai depender do próximo governo. De certo, o que ainda temos de favorável ao caso brasileiro são 2 fatores: a inflação está controlada, na casa dos 4%, e as contas externas estão consideravelmente equilibradas. Portanto, se não ocorrerem novos fatos intempestivos, existem condições adequadas para que o ano que vem seja melhor do que 2018”, conclui o especialista.

Mídias sociais: A saída para aumentar as vendas das pequenas empresas
                  A propaganda ou marketing digital é uma estratégia cada vez mais presente no mundo dos negócios. As pequenas empresas estão descobrindo que as ações on-line podem ser a saída para promover um crescimento mais rápido da empresa. Quem ainda não direcionou suas estratégias de vendas para a internet certamente está perdendo competitividade.
                    Entre as diversas ações de marketing digital, a atuação nas mídias sociais é a mais eficiente e a de menor custo comparadas com as campanhas off-line.   Além do baixo preço a estratégia auxilia na construção da marca, pois além de divulgar os produtos, mostra  também os valores da empresa. Desta forma permite que o  consumidor se identifique com ela e  passe a ser um divulgador, o que  ajuda a consolidar a empresa em uma comunidade específica.
                 Outro beneficio e a identificação e  definição do publico alvo consumidor, que faz com que a empresa  se aproxime mais  de seu mercado pois tem os dados advindos de  outra vantagem proporcionada pelo sistema que é o relacionamento direto com o cliente.  Hoje a internet facilita este intercâmbio, e oferecer bons serviços e produtos ajuda  a conquistar o consumidor que busca cada vez mais qualidade.      
                 O SIMPI desenvolveu programa que coloca o MEI o micro e o pequeno  “Com a cara na net”,  e que permite em curto  prazo  e a um custo bem pequeno a utilização destes sistemas  para divulgação de produtos  e ampliação das vendas. Veja mais em  www.youtube.com/watch?v=gTcvT-Oh4vg&t=19s                                                                                                                                  

Simpi, ATN e MICROSOFT firmam parceria para cursos on-line gratuitos
                 Cursos que estão em alta no mercado, com certificado, totalmente gratuitos e de forma online. Agora ofertado para todos  os Mei’s, Micro e Pequenos empresários interessados, que podem fazer os treinamentos em  casa ou no SIMPI.  São cursos de informática básica (Microsoft Digital Literacy)  com  objetivo de ensinar e avaliar conhecimentos e aptidões básicas de computação para que se possa utilizar a tecnologia do computador no dia-a-dia e conquistar novas oportunidades sociais e econômicas.
                 Faz parte também da parceria, o Microsoft Virtual Academy que é uma plataforma online que disponibiliza diversos tipos de cursos focados nas tecnologias da Microsoft. O curso não exige nenhum nível mínimo de experiência técnica para que os alunos iniciem seus estudos, pois pretende ser um impulso na carreira de qualquer pessoa que queira se aprofundar no mundo de TI. Para a família vem a    Hora do Código que é um movimento global que atinge dezenas de milhões de estudantes em mais de 180 países. Não é necessário experiência.  O Objetivo deste curso é estimular os jovens, a partir de 11 anos, a conhecer e fazer parte do mundo da tecnologia e aprender a desenvolver soluções usando ferramentas de código.
              Todos os jovens poderão acessar um espaço virtual organizado pela Microsoft e ter acesso de forma gratuita a um curso de programação e, assim, poderão colocar em prática suas ideias mais criativas.

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: